quarta-feira, 21 de novembro de 2012

S.L. Benfica 2 Celtic 1

Quase! Quase uma partida daquelas para que a gente se lembrasse que o nosso clube também pode fazer jogos perfeitos.
Os primeiros heróis de ontem à noite
Estava aquela chuva que já não chateia e molha a valer. Sabiam todos o quanto a vitória era necessária, frente a uma equipa que, pasme-se, tinha ganho ao gigante Barcelona. Quando lá fomos jogar tinha ficado a ideia de que estes scots não eram nada de especial. Mas ontem sabíamos que tinham ganho ao Barcelona. Teria o barcelona ido passear, ou teria o celtic mostrado o que vale? Ontem seria a prova dos nove... E o Benfica provou ser a segunda melhor equipa do seu grupo... Sem espinhas.

JJ apostou o que tinha de apostar e conseguiu aquilo que queria: marcar cedo. Sálvio estava de cu bem quente e John decidiu ser naquele momento que tinha de dar à chuteira... E vai disto caros scots.
Olá Golo sou eu o John, prazer em conhecer-te
No entanto a chuva apertou de maneira implacável e assistímos a um serenar dos ânimos exibicionais. O Celtic nem pestanejava mas conseguiu um canto e aquela desatenção nas marcações valeu o golo idiota. Daqueles golos que as melhores equipas sofreu quando estão a tirar uma pausa merecida... O golo do rato que se esgueira por baixo da caleira.

Apertava a chuva e aquela bofetada tinha sido pesada. Mas os jogadores lá conseguiram acordar pois a água era fria. Os últimos minutos da primeira parte tiveram o seu quê de tristeza profunda, é que quase deu a parecer que estávamos a massacrar a equipa que ganhou ao barcelona...
A Batalha dos Guerreiros
Para a segunda parte, o Benfica preparou-se para fazer um belo jogo, e assim foi. Controlou a partida totalmente até aos 74 minutos de jogo, altura em que o celtic fez o primeiro remate, o seu terceiro do jogo! Que ousadia... E só após o nosso segundo!

Estava a assistir a uma espécie de tic e tac. Posse de bola controlada com subida zonal na procura cínica pela brecha. Se dava para o fazer tudo bem, caso contrário os jogadores levavam a bola até ao meio campo /defesa e começavam a construir novo engodo. Começámos a assistir a oportunidades de Lima, Sálvio e Cardozo. O Keeper dos escoceses começou a aquecer as mãos... Até a trave da baliza deles ficou a ferver.

Eis que, com tanto aquecimento, o Benfica consegue aquilo que já merecia: Jogada das torres defensivas e:
Garay a encontrar a brecha tanto procurada
Depois o celtic lá quis fazer pela vida. Entraram Maxi (para aquecer as pernas para os próximos jogos) e Gaitan. O Argentino parece estar na fase de desatino... É artista mas anda desfocado da realidade pois John tirou-lhe a lugar de predilecto para a ala esquerda. Nada de novo no jogo agora já sem aquele molho gélido que caía dos céus.

JJ apercebe-se que à falta de água, iria sofrer outro tipo de chuveirinho e toca a colocar Jardel, a coisa quase saía toda esborratada pois estes scots tem o vício (diz-se estilo de jogo) de enviar a bola para aquele rectângulo e ver o que acontece.

Nada aconteceu, e os três pontos ficaram na Luz. Foi merecido, e as estatísticas assim o dizem:
31-8, 18-5, 10-3... Estes gajos ganharam mesmo a quem?
Devo, no entanto fazer uma ressalva a John, Melgarejo e Almeida: Putos, pá atirar a bola para longe, dá direito a cartão amarelo (excepto a jogadores desse outro clube)! Não sejam totós!

De resto, todos estiveram à altura e alguns fizeram excelentes exibições: Perez parece estar muitíssimo bem na posição de playmaker. Quer Diamantino, Valdo, Rui Costa e Aimar eram assim: Mágicos na arte de atacar e carregadores de piano a defender, Perez parece estar a caminhar para esse destino. Como há neste plano toda a teimosia de JJ, parece-me evidente que somos capazes de ter de lhe tirar chapéu... Sálvio é capaz de ter feito o seu primeiro jogo bem conseguido este ano fora de portas, ontem andava com lume e deu muitas dores de cabeça ao seu marcador. Certo que beneficiou de ter as costas muito bem aquecidas por André Almeida (outra bela exibição). Matic esteve como já nos habituou, imperial a meio campo e até lá foi fazer umas tentativas à área adversária (espero que não tenha nada de grave). Os centrais e Artur, exceptuando o lance do golo do celtic estiveram atentos e vigilantes; parece-me no entanto que pouco tiveram que fazer, mas na altura importante (últimos dois minutos) a coisa poderia ter acabado mal... John e Melgarejo também disseram presentes. Parece-me por vezes que o holandês pisa ovos. Como não o vejo vestido com nenhum colete de forças...
Mais um glorioso vôo do Benfica
Pronto, temos o balanço dos jogos com o sporting da escócia a nosso favor. Infelizmente só conseguimos com isso o apuramento para a malfadada liga do caneco-dos-pobres da uefa. Temos também mais uma partida onde aquilo que fizemos a espaços no jogo de ontem, pode ser um ponto de partida para noventa minutos inesquecíveis.

Eu desconfio que JJ já há muito que anda com esse jogo na cabeça. Tem feito uma gestão impecável do plantel e tem mais dois jogos para treinar automatismos. Pessoalmente, penso que a estratégia a usar em barcelona deverá ser um misto de paciência a meio campo e estocadas rápidas e concisas no ataque... mais tarde falaremos sobre esse jogo.

Parabéns a todos, foi um excelente espectáculo.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Ok digam o que bem entenderem.
Depois eu vejo