sábado, 17 de março de 2012

O tal de ver à beira mar

Caros Benfiquistas, aqui fica um relato "em directo", disto a que chamam de jogo de futebol:

21:15
Bem...
Agora à beira mar nos vamos colocar.
Estar à beira mar é um belo momento, especialmente com o pôr-do-sol a desfilar à frente dos nossos olhos.

Mas isto não vai ser nenhuma passeata, neste jogo com um triângulo interessante: Lisboa - Aveiro - Braga.
Irá ser mais uma batalha das mtas que ainda faltam?
Será que ganhamos?

22:05
Muito morno, afinal tinha razão: Uma passeata!
À beira mar a ver o tempo passar. Dois golos simples frente a um grande autocarro amarelo e preto.

Mas é nesto pardacento estar de alma que por vezes acontecem os imprevístos: Uma gaivota sem o tom-tom pode causar uma perturbação inesperada.
Para que isso não abale a navegação, nada como passear nesta vista com os olhos bem abertos.

22:10
Como escrevi... Gaivota estúpida que apareceu.
Estas gaivotas têm aparecido muitas vezes.
Esta apareceu já qdo a viagem estava a acabar... mas sujou a porcaria do vidro... Todo sujinho.
Agora quem é que o vai limpar?

Com esta pastilenta amostra de jogo de alta competição, chega um bucejo a acompanhar a pergunta:
O que há para dizer sobre isto?
Resposta: Dar azo à imaginação que os 90 minutos foram tão pachorrentos...

Partilho a preocupação dos Benfiquistas: Será que há cansaço e a malta se pôs a poupar?
Eu até já acho que a coisa está a começar a arrebentar.

Viram o Nélson a inventar? Tanta vontade e pujança e tão pouca cabeça!
O Rodrigo está completamente depenado, não voa nada.
O Emerson perde as pernas de vista de vez em quando.
O Cardozo é o verdadeiro prego que está ali só para furar. Fura Cardozo é para isso que és pago.
Jardel parece que está a agarrar a oportunidade, ele não tem grandes hipóteses com o Garay. Mas está à altura.
Witsel e Javi... gigantes, como sempre.
Fez bem JJ em tirar o Aimar e colocar o André: Gostei... Sangue novo
...
________________________________________________________________________
Pronto, esta foi a prosa possível pois estava com mais vontade de dormir do que escrever. Mas aquela gaivota tresmalhada também me ajudou a ficar mais acordado...

Tem de ser, sofremos sempre um golo como sinal de que temos pena dos adversários que trazem autocarros para o relvado da luz. O Luís martins merece ser lançado no lado esquerdo, assim como o David Simão merecia ter ficado no plantel.

Não foi um jogo mau, foi sim o resolver e poupar, porque na terça temos mais do mesmo, temo que assim seja.

É que ontem na choupana (AKA estádio do dragão B, ou C, será D?), os frutas tiveram aquilo a que se chama sorte dos tolos... Helton a defender o que era possível, o Nacional a oferecer golos e o Xistrado de olhos fechados a ver isto:
Bem, terça há mais.
Mais gente no estádio espero eu.
Mais isenção na arbitragem.
Mais pernas.
Mais uma VITÓRIA


Et pluribus Onum

Sem comentários:

Publicar um comentário

Ok digam o que bem entenderem.
Depois eu vejo