terça-feira, 8 de maio de 2018

As Culpas 2017/2018 - PARTE 1

Isto de não vencer o campeonato, já nem digo a Taça de Portugal, é um caso bicudo e com uma densidade tremenda. Tentar explicar as coisas não é fácil mas mesmo assim, vou tentar explicar do melhor modo que me é possível a minha opinião.
Olhar para dentro em primeiro lugar.

Temos os atletas (contratados pela direcção e geridos pelo treinador), temos o treinador (contratado pela direcção) e temos a direcção (eleita pelos sócios). Um verdadeiro triângulo das Bermudas este... Há muita coisa que me escapa, muitos factos omissos mas num primeiro balanço, é-me difícil imputar culpas aos atletas!

Eles são contratados e colocados, ou não, a jogar pelo treinador! Se são contratados com o aval do treinador não o sei mas desconfio que nem todos o serão. Mas é o treinador que os coloca a jogar, o que espero aconteça sem que a isso ele seja obrigado. É que essa dúvida justifica-se, especialmente nas partidas europeias onde algumas das opções de RV foram no mínimo discutíveis... Para mim claro.

Em relação ao treinador, RV, a coisa muda de figura. A posição de treinador está sempre refém dos resultados e à mercê das opiniões dos treinadores de bancada. Não há como fugir a isso e RV sabe-o muito bem. RV, diz-se, é um gestor de Homens e não o nego mas outra verdade é que uma importante força motriz para os atletas vem dos adeptos pelo que... No plano técnico, esta época assisti a muitas opções tácticas difíceis de compreender, quer no que se refere à escolha do 11 inicial, na decisão/escolha de alterações/substituições nas partidas, bem como na contínua escolha de alguns atletas.

Não posso afirmar que RV não tenha tido sempre as melhores intenções! Gostava de deixar 3 exemplos:

Zivkovic: Até Krovinovic - lesionado algum tempo - entrar na equipa (esteve no banco desde a 4ª jornada a 26/08/2017 mas só começou a ser realmente utilizado a partir da 11º a 5/11/2017?), RV andou com o 4-3-3, o 4-4-2 que com a chegada do croata se tornou num 4-5-1 relativamente prometedor. O problema é que o atleta se voltou a lesionar e a equipa passou mais uns tempos à procura de uma peça para o substituir. Até João carvalho foi testado antes de Zivkovic ali se fixar de pedra e cal.
Porquê tanto tempo à procura de um médio de vocação mais ofensiva? A pré-temporada não começou em Julho? Zivkovic não está cá desde Janeiro?

Mas Zivkovic ainda não estava totalmente apto para a tarefa uma vez que os posicionamentos defensivos ainda eram um território desconhecido para o Sérvio. Ele joga melhor com a bola o que engrandeceu o futebol ofensivo da equipa mas teve/tem de aprender a jogar sem ela a defender, de modo a equilibrar o conjunto em todos os aspectos de jogo.

Todas estas mudanças, transmitiram pelo menos para mim, algum sentimento de desespero face a um trabalho que poderia estar a ser feito há mais tempo. Mesmo com Samaris que não sendo talvez o melhor 6 ou o melhor 8, sempre é um jogador com cultura táctica mas isso RV não viu preferindo manter o grego no banco para ter uma opção em tempo de descontos

Douglas: Saiu Nelson Semedo e ficou André Almeida que não é lateral. Chegou Douglas do Barcelona por empréstimo que foi lançado às feras na LdC... Assim que a participação europeia findou, não mais se ouviu falar dele. Mas o brasileiro reapareceu nas últimas duas partidas do Benfica e deixou boas indicações! Os cerca de 4 meses que passou a ver os jogos no sofá, serviram para quê? Só jogou na LdC porquê? Sei que ele tinha dificuldades nos movimentos defensivos uma vez que no Barcelona, os laterais são esculpidos para serem muito ofensivos mas tanto tempo no estaleiro... Mas não se trabalha à semana?

Seferovic: O suíço acaba a época deixando uma imagem nada positiva. Mas o seu começo foi demolidor... Nos primeiros 7 jogos em que foi utilizado e que coincidem com os primeiros 5 jogos oficiais do clube esta época, Seferovic apontou 5 golos (só suplantado por Jonas com 7 golos no mesmo número de partidas o que dá o total de 12 golos em 16 possíveis)! A vitória em Chaves deveu-se a ele...
Mas o suíço desapareceu fisicamente assim que a LdC começou e o meio campo e abordagem às partidas de RV cederam. RV ora colocava o 4-4-2 quando não devia ou 4-5-1 quando era necessário mais, o que acabou por fazer com que ele abandonasse o tal o 4-4-2 com Seferovic, esquema que transitava da passada época com Mitroglou ou Jiménez, para um 4-5-1 que durante muito tempo foi frouxo e inconsequente! A culpa foi de Seferovic?

Não creio, ou tenho dúvidas. Isto porque Seferovic é um jogador mais posicional (não tanto quanto Mitroglou), forte e mais apto a um futebol de ataque apoiado. É também esquerdino o que engrandece o ataque pois Jonas é destro. Talvez a culpa seja de que a equipa no seu todo, desaprendeu a defender, abusou dos recuos para se precaver... Fazia uma gestão de jogo muito próxima da sua grande área o que aumentava as distâncias para a área adversária e assim, por via dos receios de quem operava as transições ofensivas, o ataque do Benfica eclipsava-se facilmente.

Tacticas... Os primeiros 5 meses da época, até à chegada do Krovinovic, foram difíceis para mim. A equipa entrava firme, marcava e acantonava-se em frente da sua própria baliza... Gestão do resultado? Má gestão... Não vale a pena escrever sobre a LdC mas sim sobre o campeonato. Essa gestão não muito bem trabalhada nos treinos, deu-nos direito a sofrer uma derrota no Bessa (estivemos em vantagem aos 7 minutos), a consentir um empate na Madeira (estivemos em vantagem aos 2 minutos). 5 pontos perdidos na gestão...
Também vencemos mas perder no Bessa? Daquela maneira?

Houve uma perda de fluidez de jogo assustadora na equipa. O conjunto atirava-se para cima do adversário nos inícios de jogo, os avançados e extremos corriam de forma desalmada e se conseguiam marcar tudo bem. Mas muitas vezes já não conseguiam e era penoso ver os inícios das 2ªs partes de Jonas, Jiménez, Salvio, Pizzi, Cervi e Zivkovic... Todos rotos sem chama a atacar e lentos nas reações defensivas. Assim se verificou contra o Porto-clube e Sporting pelo que é uma situação que durou toda a época pelo que...

Alterações e timings nas alterações: Desculpem a sinceridade mas durante toda a época, raras foram as vezes que as alterações de RV tiveram resultados práticos em situações de resultado ainda incerto. Não venham com a história de que o banco deu não sei quantos golos que isso é tapar o sol com uma peneira. As alterações foram quase sempre ela-por-ela e com o tempo marcado (frente ao Sporting, Rafa e Pizzi quase que nem deveriam ter jogado mais do que 10 minutos na segunda parte - Leitura de jogo?). Poucas vezes houve ruptura de forma a mexer com a partida, isto de refrescar tanto refrescou que congelou! Por outro lado as escolhas quer para entradas quer para saídas... Certamente que os últimos casos frente ao Porto (saída de Rafa) e Tondela (Zivkovic) são os mais conhecidos mas o número real é mais vasto. Senti que, mesmo vencendo as partidas, havia um certo cheiro de obrigatoriedade... Claro que posso estar enganado.

Excesso de utilização de certos jogadores: Não irei colocar em causa o valor deles... Jonas é um caso bicudo pois foi excessivamente utilizado o que para um atleta com 34 anos e um historial de lesões musculares crónicas... Pizzi conta até agora com 44 participações e o seu nível exibicional há muito que anda em níveis nada positivos... Fejsa é outro caso de valor indiscutível, tal como Jonas, que com um historial de lesões deveria ter descansado mais vezes. O cansaço diminui-lhe a qualidade de jogo de forma tremenda e sabemos qual o valor dele... André Almeida - 40 jogos e estoirou... Jardel tem oscilado muito nas últimas partidas, Grimaldo idem...

Para um treinador que não teve receio ao longo das 3 últimas épocas em dar oportunidade a atletas como Ederson, Gonçalo Guedes, Renato Sanches, Lindelof, Nelson Semedo e/ou Rúben Dias, fica a questão  relevante: Porque não continuar o programa e colocar nomes como Kalaica, Samaris, Parks, Carvalho, Gonçalves e até mesmo Ferro...
Intervalos: São a altura ideal para corrigir deficiências no funcionamento do conjunto e com o avançar da época, tornam-se um momento temporal de vasta importância uma vez que o treinador conhece melhor o material humano que tem em mãos. Nos jogos fulcrais, nada se viu para melhor e sim para pior na qualidade global das prestações do Benfica. As 4 últimas partidas, o que perfaz cerca de um mês de competição são disso exemplo... Frente ao Porto-clube, ao Estoril, ao Tondela e até frente ao nosso vizinho: Primeiras partes relativamente bem jogadas e as segundas... Sim caros leitores, até frente ao Sporting a segunda parte foi inferior (não querendo neste caso dizer que foi mal jogada). Cada jogo tem os seus períodos, ora se uma equipa carrega forte, certamente vai pagar as favas posteriormente pois ninguém é uma máquina! A questão que deixo, e que é interessante, tem muito a ver com os tempos de jogo e na forma como um conjunto, consoante a tipologia de adversário, se organiza posicionalmente, mentalmente e fisicamente. Parece-me evidente que a gestão física foi um factor inimigo da prestação do Benfica daí as segundas partes menos conseguidas.

Nota: Deixei de ver todas as conferências de imprensa de RV assim que ele foi à SIC receber aquele prémio nojento daquela espécie de jornalista. No entanto, RV foi bicampeão pelo Benfica, venceu uma Taça, uma Supertaça e uma Taça da Liga... Há aqui qualquer coisa que não computa... Daí que as análises que vêm de fora sejam sempre subjectivas, mas o que se viu...

Lesões:
Nada a fazer.

Direcção do Benfica: O treinador e jogadores são contratados por quem gere um clube. Se RV não era novidade, as vendas de jogadores tão importantes como Ederson, Nélson, Lindelof e Mitroglou trouxeram um vazio que foi muito difícil de colmatar. Um treinador organiza uma equipa e consoante o valor técnico dos atletas, a equipa vai ou não! Como escrevi anteriormente sobre RV (tácticas, timings, alterações e intervalos), neste momento, repito, neste momento, parece-me que é mais fácil a equipa glorificar o treinador do que o contrário!

Neste aspecto, e sabendo que um conjunto demora tempo a ficar afinado e por vezes duas épocas é o tempo correcto para tal, é evidente que as saídas atrás apontadas foram muitas (especialmente na defesa) e o vazio ou desequilíbrio por elas criado não foi colmatado o mais rápido possível (compras/apostas já cá residentes), para uma equipa de alta competição. Não tenho bem a certeza se é uma questão de individualizar culpas... Temos Rúben Dias o que é uma boa notícia; Seferovic e Douglas, na minha opinião, merecem o benefício da dúvida; Varela é que teve uma época inteira e ainda me parece que acusa a pressão em demasia; Rafa é um grande jogador que tem aquele maldito handicap da confiança. Cervi, Zivkovic e Krovinovic serão ainda melhores no futuro. Isto tudo para vos dizer que ainda é a minha convicção de que temos o melhor plantel de Portugal.

Mas só vencemos a supertaça e esta direcção, que escapou por entre os pingos da chuva à minha avaliação, tem uma culpa evidente no fracasso da época que transcende os aspectos "interiores" do clube. Ganhou muito dinheiro e deixou-se ir ao sabor do que quer que fosse durante meses a fio não protegendo o clube e os atletas dos ataques do Porto-clube que controla a FPF, a Liga de Clubes, o Sporting, muitos outros clubes da 1ª Liga, árbitros, observadores, Bancos, Imprensa, Forças de Segurança e Magistrados.
Um Benfica mais forte nos aspectos mais técnicos, que atrás aflorei, teria sido Campeão mesmo assim? Olhem, até penso que sim pois soçobrámos à beira da praia com grande estrondo. Quem tem meio palmo de testa também tem de o admitir mas de facto ninguém é perfeito a ponto de funcionar durante 90 minutos/uma época inteira ininterruptamente pelo que a culpa não morre solteira! Não jogarmos sempre bem, não dá o direito aos outros de nos prejudicar!

Ainda pior... É inadmissível que um Benfiquista acabe por sentir que até pode ser prejudicado por causa disto tudo! Não podemos vencer sempre? Olha que CRL...
Mas isso fica para o próximo artigo que vocês já devem estar a bocejar de tanta seca.

Um pouco de sabor...
A 8 de Maio de 1963, o Benfica defrontou e derrotou os holandeses do Feyenoord no estádio da Luz por 3-1 em jogo relativo à 2ª mão das Meias Finais da TCCE, agora LdC. Na 1ª mão, registou-se um empate sem golos.

Estas duas fotos, tiradas uns dias antes, mostram como cerca de 1600 adeptos do clube holandês fizeram questão de vir ver o embate a Lisboa... Nem sei qual o tempo de viagem mas certamente foi mais do que 24 horas. E, talvez mais importante, a forma como foram recebidos...

Eusébio, José Augusto e Santana, marcaram os golos:
Que coisa mais formidável... Quer a Catedral, quer a forma como os jogadores festejam os golos....

E Pluribus UNUM!

25 comentários:

  1. O problema não é os pontos que fizemos, o Porto vai bater o record de pontos. Campeonato mais sujo da história em que enquanto os outros ganham sujinho, nós temos de fazer sempre grandes épocas para ganhar... A diferença é que o Porto com esta equipa fraca bate recorde de pontos e nós com uma equipa um pouco mais fraca que o ano passado não ganhou nada. É que com ajudas e principalmente nas alturas cruciais é fácil. É nem vou falar nos lagartos que tem maus uns 15 pontos com ajudas dos árbitros.. Tivemos mal mas os outros não tiveram melhor.. O Porto comprou vários jogos e só não vê quem não quer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo identifique-se.

      A parte extra Benfica só pode existir após a parte Benfica que é esta segundo a minha opinião.

      A parte extra Benfica sairá brevemente.

      Eliminar
  2. Na minha opinião a principal razão para esta razia de época: Luís Filipe Vieira, numa 1ª análise por não ter dado a matéria prima a Rui Vitória para constituir uma equipa inapelavelmente vencedora. Numa 2ª análise a sua letargia é mudez face aos vis ataques que a instituição Sport Lisboa e Benfica foi (e continua sendo) alvo, bem como o silêncio perante a conivência e complacência que a federação e liga têm tido para com os dragartos. Devo referir ainda o servilismo dos clubes adversários, cujos jogadores perante o Porto e o Sporting que contra os clubes da lamacenta aliança perdiam (principalmente contra os corruptos azuis) faculdades técnicas e competitivas, caso gritante o Estoril! Competia a Vieira e à sua direcção ter agido em tempo útil e não reagido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. The Saint...

      Se tivéssemos empatado na Luz frente ao Porto-clube, éramos agora os principais candidatos à vitória. Com isto não estou a desculpabilizar o presidente e a culpabilizar RV (parece eu sei).

      Nota: Eu já fui apelidado de Vieirista e anti Vieira. Nunca se chegou a um consenso :-D! Mas quem o fez, não reparou que eu sou do Benfica, aquele clube formado em Fevereiro de 1904.

      Em relação aos factores extra Benfica, a parte 2 vai sair brevemente e não será mais do que um resumo do que tenho vindo a fazer ao longo dos últimos meses.

      Eliminar
  3. Mais um grande post!

    Quando ganhamos e perdemos há sempre coisas a melhorar. E é isso que fazes. Muito bem. Sem esterismos de outros blogs, sem esconder nada e com respeito para quem representou o nosso clube nestes últimos anos.

    Eu diria que a aposta na mesma estratégia quando o talento desce (Varela fez o mesmo caminho que Éderson e Oblak, com o Julio César sem condições enquanto que os outros não tiveram de começar como titulares; Ruben Dias também... e até a gestão do plantel foi a mesma dos últimos dois anos em muitos aspectos) tem vantagens e riscos... e este ano correu quase tudo mal... acho que faltou aqui o jogo de cintura para poder reconhecer quando as coisas precisão de algo extra.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correcto troza.

      Concordo com a tua ideia da dualidade das vantagens-riscos. É um processo recorrente e transversal ao futebol. Tem uma coisa positiva: Caso não se vendam jogadores (Rúben, Zivkovic, Cervi, Grimaldo, Carvalho etc.) há a possibilidade de aumentar a qualidade competitiva do conjunto pois - supostamente - os processos e qualidade irão estar mais afinados à realidade o que irá poupar tempo e dinheiro.

      Jogo de cintura? Podemos estar aqui a conversar sobre isso e talvez chegar a uma conclusão mas isto na Internet é complicado. Eu, neste momento, preferiria que LFV e RV viessem à terra com muita paciência e dissessem algo do género: Poderíamos mesmo assim ter sido Campeões, pelo menos, houve períodos em que poderíamos ter estado melhores mas... E assumir a quota parte da culpa no facto de as opções não terem resultado. Isto chama-se ser humano e reconhecer.

      Eliminar
    2. Parte da culpa? O que é isso? Interessa a quem, mesmo?
      O campeonato foi comprado. Andaram distraídos?
      Não ouviram o Marques e o Saraiva?
      A culpa foi disso e da lesão do Jonas. O resto é conversa!

      Eliminar
    3. O resto é conversa para quem?

      Para mim não é.

      Eliminar
  4. Temos de ser insistentes com a direção para a defesa do clube, sim eles estão ali em primeiro lugar para defender a instituição nem quero saber da posição que se aproveitam mas primeiro o clube. Há demasiados indícios de corrupção, o tal gabinete de crise deveria insistir com a justiça para investigar a fundo cada possibilidade de coação a equipas/jogadores/árbitros. Até ao fim, se caimos caimos de pé. Benfica sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui... Escreves deveriam... Eles dizem que estão a tratar disso... Nós a ver o tempo passar...

      Não creio que vá acontecer algo de importante mas clar que pode acontecer e eu espero que sim.

      E o Benfica em primeiro sempre, ideia que todo este silêncio e velocidade moderada não transmitem.

      Saudações Benfiquistas.

      Eliminar
    2. O gabinete de crise está a trabalhar, todos sabemos, mas só alguém distraído pode pensar que essas coisas da justiça se resolvem em dias ou semanas. Nem em meses!

      Eliminar
    3. Eu sou distraído e a justiça funciona como deve funcionar...

      A ver vamos.

      Eliminar
  5. Bom post, aliás como a maioria, só para não dizer a tonalidade.
    Li com atenção...mas de tática não me pronuncio...apenas do jogo bem jogado ou não, isso é uma coisa que qualquer amante de futebol, neste caso do SPORT LISBOA E BENFICA, se apercebe facilmente através da observação atenta.
    Assim relativamente ao jogo nas quatro linhas, direi que assim que o SLB estabilizou o 4X3X3, diria que ainda no mês de Dezembro, mas bem visível a partir de Janeiro, o SLB foi a equipa que melhor futebol apresentou, não fora o deslize em casa contra o fcp, aqui tenho que deixar um reparo à abordagem do jogo, não à tactica, que me parece falhou, principalmente no segundo tempo!
    Deveríamos ter marcado uma posição bem mais forte no relvado, para que o adversário percebesse que estávamos ali para ganhar o jogo e não apenas para nos mantermos a frente do campeonato após a partida!!
    Essa mensagem não foi passada dentro do campo e isso foi-nos fatal contra um adversário que aborda todos, mesmo todos is jogos com o SLB, de uma forma bélica e que na maiorja das vezes funciona como vitamina e is catapulta para a frente do campeonato!!
    Após tantos anos, já deveríamos ter percebido como funciona este adversário e, não lhes permitir esse adicional de motivação, é só verificar os resultados que têm obtido na Luz, independentemente das arbitragens muitas vezes vergonhosas!!
    Cabe no entanto à Direção e equipa técnica, incutir uma menfalidade e abordagem diferentes nos jogos decisivos ou não com o fcp, neste caso foi decisivo, perdemos ali o campeonato!!
    Não podemos no entanto esquecer os pontos dos nossos dois adversários oferecidos pelo VAR e arbitragem, também não podemos fazer do extra jogo a nossa principal análise, sob pena de no futuro continuarmos com o mesmo problema, já que não estou a ver uma mudança dos principais protagonistas nos órgãos de poder da fpf e da liga!!
    Assim, temos que Desportivamente ser mais fortes desde o início do próximo campeonato, direi mesmo desde a pré época!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro E PLURIBUS UNUM...

      Em relação à abordagem, RV modificou-a para a partida de Alvalade. Aprendeu isso depois da partida frente ao Porto-clube? Se sim, aprendeu tarde o que toda a gente já sabe desde há muitos anos, e que tu referes no comentário...

      Gostei dessa tua frase "Cabe no entanto à Direção e equipa técnica, incutir uma mentalidade e abordagem diferentes nos jogos decisivos ou não com o fcp". Em todos porque esse clube já não é o que era e mesmo assim...

      Em relação às arbitragens, a Parte 2 e 3 vão-se debruçar sobre isso. Brevemente.

      Saudações Benfiquistas

      Eliminar
  6. bater no Benfica é fácil, tudo serve para bater no mesmo, mas a desonestidade não, claro que cometemos erros e até os passo a enumerar:
    1º - Deixou por demasiado tempo que porto e sporting criassem uma cortina de fumo para esconder toda a porcaria que iam fazendo.
    2º - Venderam Ederson, Nélson, Lindlof 3 facadas que se virmos bem seriam (e até foram) bem substituídos nesta época (Varela, Rubén Dias e André Almeida)
    3ª - A saida de Mitroglu foi uma facada inesperada no plantel, mas o arranque de época do Seferovic foi prometedor, lembro que Mitroglu começou a época lesionado e Seferovic em 7 jogos faz 5 golos.
    4º - a Falha Cancelo, até à ultima o Benffica achou que receberia o Cancelo por empréstimo mas a entrada do Inter na corrida obrigou a mudança de planos e veio Douglas que estava à mais de 1 ano sem jogar.
    5º - Fomos Tetra e agora? Agora tens de manter a maioria do plantel, mesmo que algumas peças caminhem para velhas como forma de manteres a mistica e a liderança do balneário, Julio César já não dava mais (em Basileia foi talvez a despedida mais inglória) Luisão, sem Fejsa é facilmente ultrapassável, Eliseu defende muito melhor que Grimaldo e teria dado o equilíbrio necessário numa defesa com luisão, mas a idade não perdoa.
    6º - Krovinovic é uma mais valia, provou isso enquanto jogou mas a lesão inicial e o regresso só em dezembro deram cabo dos planos, mesmo assim é com Krovinovic que o Benfica pratica o melhor futebol e com Jonas a facturar mais, a sua lesão é um duro golpe e vale um empate no restelo.
    7º - Com os vários percalços, o Rui teve de mais do que uma vez alterar o esquema, mesmo assim numa luta deveras desleal, conseguiu lutar até muito perto do fim mas levou uma grande machadada, Artur Soares Dias na luz, numa arbitragem nojenta levou o jogo para o estrangulamento do Benfica. depois Carlos Xistra, fez tudo para que em alvalade o resultado fosse de 0 a 0, anulando mesmo um golo por falta insistente no ultimo lance da partida.
    8 º Este foi o campeonato mais sujo de sempre, basta ver como o porto e sporting ganharam muitos dos jogos, o porto com adversários tenrrinhos ou com grandes ofertas e assistências para os avançados do porto.
    Jogos com 37 dias de intervalo e pagamentos de 780mil euros de uma divida que não existe em 3 relatórios anteriores, sem um único pénalti contra, e com jogadores com carta branca para fazerem o que fosse necessário para ganhar!
    o outro o de alvalade com jogos que só acabavam quando o sporting marcasse, ou em jogos contra o Benfica podendo bater e usar mãos à vontade.
    9º - nós, todos nós adeptos que nos deixamos ir nesta onda, alguns acreditando mesmo que em todos aqueles gigas de mails existisse crime, alguns de nós que se calaram em estádios quando os jogadores mais precisavam de apoio, o Benfica vs porto foi um deles, pois na segunda parte parecia um túmulo.

    Estes emails simplesmente a bater na direcção e no Rui, ou como já vi a pedir a dispensa de mais de metade da equipa (inclusive Jonas) é de uma pequenez atroz!

    VIVA O BENFICA!!!!!!!!
    Domingo lá estarei e para o ano, liga europa ou não, é rumo ao 37!!!!



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Pinheirinho, agradeço o teu comentário.

      De arbitragens, LFV e afins, só na 2º e 3ª parte deste tópico

      Um pequeno rearo ao ponto 6: Sim, Krovinovic é uma mais valia. Fez 9 jogos consecutivos para o Campeonato (da jornada 11 à 19ª) onde Jonas marcou 11 golos. Com Zivkovic que fez 13 partidas (da jornada 21 à 33ª), Jonas fez 9 golos porque parou à 28ª jornada.

      Este reparo, serve também para colocar a questão: Serão Krovinovic e Zivkovic compatíveis? Eu acho que sim, porque são talentosos e ofensivos o que será uma mais valia para um treinador que gosta de jogar numa espécie de 4-5-1 mais ofensivo.

      Saudações Benfiquistas

      Eliminar
    2. São compatíveis e serão para o próximo, sei que o Krovinovic possivelmente não iniciará a época a 100% o que possa trazer reveses, mas a partir de outubro ambos serão parte do 37 ;)

      Eliminar
    3. Pronto, somos 2 com essa opinião. Já me charam de doido por tal coisa afirmar....

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Pois… Só há uma supertaça por ano. Ganhou 6 troféus em 4 anos.

      Eliminar
  8. 1- Obrigado por mais um bom artigo de opinião, sobre futebol ( algo que não se discute nos vários programas de televisão.



    2- Numa visão de " Contraditório" o triângulo das bermudas para mim tem dois grandes responsáveis o Presidente e o Treinador, os adeptos apenas pagam as quotas e a aprovaram uma recuperação finançeira, não um desinvestimento colossal com efeitos desportivos dessastrosos em todas as modalidades.



    O Presidente porque é o responsável máximo que escolheu o trienador e o budject colocando muitos contrangimentos a contracção de atletas de elevado valor desportivo por outros que nem chegaram a calçar como reservas, é que o Benfica até contractou muitos atletas mas foram rápidamente despachados pois ao que parece não tinham qualquer categoria para jogar no Benfica.

    O presidente do Benfica tem culpas mas não posso ser ingrato pois recordo-me muito bem como estava o Benfica quando Vilarinho chegou ao clube e depois o que se seguiu com Vieira.



    2- O treinador porque a mmeu ver é um YES Man que aceita tudo o que lhe é proposto, que não fez ao que julgo saber qualquer exigência e isso vê-se a nível de atletas da forma como o plantel foi construído, nas questões do Guarda-redes, como do defesa direito e o número 8, que tem surgindo milagrosamente das camadas jovens e rapidamente saem ou com alguns jogadores em final de carreira.

    Eu infelizmente no que diz respeito ao treinador sou muito critico, se o homem se diz Benfiquista e que percebe da poda, ele que explique os 3 jogos que referis-te onde faz as mesmas substituições colocando um Seferovic em baixo de forma, perdendo sempre o meio campo e consequentemente dois jogos (ia empatando em Setúbal e perdeu contra Porto/Tondela).

    Por um treinador que com tanta falta de atletas de qualidade a ima da média ou mesmo um deles mediano, só se colocou a jeito de ter um plantel fraco e ter usado 3 formações tácticas durante a época, de um amadorismo total.

    Desculpem mas vai para três anos que vejo as equipas de Rui Vit+oria a jogar cada vez menos, normalmente é ao contrário um bom treinador vê-se as equipas a crescer ano após ano e os jogadores a evoluir, com Rui Vitória só vejo o Benfica ano após ano cada vez mais permeavel a defender e ineficaz atacar um completo marasmo de ideias e falta de organização defensiva.



    Quanto ao último ponto que te referes "estratégia de comunicação" do Benfica foi completamente desastrosa, quando o Benfica é objecto do ataque mais vergonhoso de que tenho memória e a estrtégia é o silêncio só poderia dar no resultado que deu.



    "Quem não sente não é filho de boa gente" entre outros ditados populares, a não defesa do Benfica é imperdoável e portanto se LFV ainda quer salvar o pelo só lhe resta uma alternativa impugnar este campeonato, pois ou muito me engano quando chegar a eleições será derrotado sem apelo nem agravo.



    Ass: Madskinn

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em relação a RV, só posso comentar o que comentaste com isto que escrevi lá atrás: "neste momento, repito, neste momento, parece-me que é mais fácil a equipa glorificar o treinador do que o contrário!"

      O problema é que há contradições ao nível de decisões que em princípio são feitas por uma só pessoa que é o treinador. Foi isso que tentei escrever da melhor maneira neste artigo.

      A estratégia de comunicação, eu que estudei/estudo marketing devo dizer que não foi a melhor mas nem vou estar a perder tempo a explicar o porquê do mercado digital ser algo tão apetecível e disputado de forma feroz... Algo que o Benfica enfrentou de uma maneira mais old-fashion e por isso pagou caro.

      Saudações Benfiquistas

      Eliminar
  9. Devo desde já agradecer o alto padrão de qualidade de todos que até agora aqui vieram dar a sua opinião.

    Muito agradecido a todos.

    ResponderEliminar

Ok digam o que bem entenderem.
Depois eu vejo