quarta-feira, 16 de agosto de 2017

2017/2018 - 2ªJ: D. Chaves 0 SL Benfica 1

Existe aquela música dos Xutos & Pontapés com o título "Remar, Remar". Talvez toda a prosa não caracterize a partida de Chaves mas pelo menos as linhas "Remar remar, forçar a corrente" já trazem algo à mente.
Nota: Aproveitei o fim-de-semana mais longo e com os meus mais outros tantos, fui por ai humanizar. Quase que não via a partida...

Tudo igual aos jogos anteriores: RV tem este alinhamento na cabeça e caberá ao trabalho de grupo proporcionar a que quem entre no onze não destoe.

O Chaves é uma amálgama de uma equipa aguerrida que quer jogar futebol mais o acrescento de raiva procedente do sporting e do porto. Com isto em mente, foram evidentes​ algumas dificuldades do Benfica em conseguir jogar o seu futebol na primeira parte. Muita pressão e coesão possíveis seguidas de transições rápidas mas não concluídas... É esta a história da 1ª parte da partida. Este adepto que vos escreve estas linhas, queixou-se de não ver a bola dentro das redes dos flavienses... Mas ele também sabe que não foi por falta de oportunidades!

O Chaves esperneou mas neste período só fez algumas cócegas... Não se deixem enganar caros leitores.

A 2ª parte foi mais do mesmo mas melhor para o futebol: O Benfica acentuou o seu domínio e até dar o berro, o Chaves conseguiu criar 3 jogadas perigosas: Duas por culpa de Eliseu e André Almeida e a 3ª através de um pontapé de canto... Não me peçam para contabilizar as oportunidades do Benfica pois foram muito mais do que as do Chaves...

A bola teimava em não entrar e isso obrigou RV a começar a alterar o xadrez. Foram os alas os 1ºs a sair por troca com Rafa e Jiménez. O Benfica conseguiu encurralar o Chaves com um esquema de ataque peculiar: 3-3-4! Não que melhorasse muito a fluidez de jogo, até porque empurrou os jogadores do Chaves para a frente da sua baliza, mas... Foi um esquema que conseguiu não entrar no chuveirinho! E isso foi primordial de modo a desgastar ainda mais os flavienses!

E o Benfica continuou a tentar e em mais uma transição - um pouco em esforço - conseguiu trazer alguma justiça ao marcador:
Foi quase no final mas foi também justo! Nada a dizer se bem que muito para contar.

Pessoalmente, gostei da atitude da equipa. Não desistiu! Não ficou à espera que as coisas acontecessem. Não ficou à espera de ajudas! A equipa, parece-me, já sabe o que a casa (futebol português) gasta e foi atrás da sua própria felicidade. Desta vez, conseguiu-o mesmo perto do fim... Por culpa própria. Mas não é uma culpa negativa, uma vez que a equipa está a jogar um futebol, agradável; é a culpa das bolas não entrarem uma vez que há guarda-redes, as balizas têm as respectivas medidas e as opções de remate por vezes não são as melhores. Resumindo: Há conteúdo e intenção neste Benfica 17/18... Como já escrevi anteriormente, estamos a iniciar a caminhada que se deseja vitoriosa nas provas nacionais. O trabalho tem de continuar e até Maio nunca estará concluído!

As tais notas:

Varela 6: Sempre atento. Fez algumas defesas fáceis e uma defesa difícil. 
Almeida 6: Começo por aquele falhanço na 2ª parte que obrigou Varela a aquecer as mãos... André... De resto, o mesmo de sempre: Trabalhador intenso! Cada vez se integra mais no ataque, não que o faça sempre bem mas pelo menos tenta o que é um começo. O futuro...
Luisão 6: Um pequeno lapso num pontapé de canto que criou frissom. De resto, o habitual: segurança e autoridade.
Jardel 6: Mais ritmado... Até poderia ter marcado por duas vezes...
Eliseu 4: Penso que metade dos problemas que o Chaves causou, aconteceram pelo seu lado. Será por falta de ritmo (começou a época mais tarde)?
Fejsa 6: O Pêndulo!
Pizzi 7: Sou muito crítico de Pizzi. Por isso noto o progresso no seu futebol. Parte do golo, obtido pela equipa, é sua.
Salvio 6: Muito rematador e pouco feliz na concretização. Está convocado para a selecção argentina e quer mostrar-se de um modo que não é certamente o melhor: Não jogar para a equipa! Mas rebentou com o flanco esquerdo do Chaves... Rafa agradeceu!
Cervi 6: Gostei! Está mais aguerrido, e fisicamente disponível. A equipa agradece!
Jonas 6: Muito remou o brasileiro... Ou falhava a baliza, acertava no poste e/ou no guarda-redes do adversário.
Seferovic 7: Letal no momento perfeito!
Mais nada se lhe pode pedir.

Rafa 5: Ele é rápido e foi para o jogo aproveitar o trabalho de Salvio: Excelente na persistência que lhe proporcionou a oportunidade de assistir Seferovic!

Jogaram ainda Jiménez e Filipe. Para defesa dos jogadores e da equipa, não atribuo notas porque seriam irrisórias.

Em relação ao árbitro... Falou-se sobre a actuação do arbitro, mas agora o tópico é mais denso: Árbitro, fiscais (2), 4º árbitro e video-árbitro (2)... Isto são muitos olhos para ver uma partida de futebol... E felizmente que não temos os árbitros de baliza...

Não vou entrar em grandes detalhes com a arbitragem até porque a partida teve lugar há já 2 dias e já muito deve ter sido escrito. Apenas deixo 2 detalhes: A paragem técnica ao minuto 73:
Engraçado... Nos 2 jogos anteriores do Benfica, estando o Tetra Campeão a vencer, tal coisa não aconteceu... No jogo de Chaves aconteceu pouco depois da dupla substituição operada pelo treinador do Chaves...

O lance de Jonas:
Só reparei quando a sportv passou a 1ª repetição... Ninguém, da arbitragem ali presente, reparou... Parece que, a ter sido observado, a conclusão teria sido o assinalar de uma grande penalidade... Já disse que ninguém daquele grupo de arbitragem viu?

Existiu mais 1 caso sobre Jonas aos 52 minutos:
Já vi lances mais leves noutros jogos a serem...

Agora é descasar e trabalhar. Nunca mais é Sábado...

Algumas fotografias da partida de Chaves:
E Pluribus UNUM!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Ok digam o que bem entenderem.
Depois eu vejo