sábado, 22 de agosto de 2015

Mais Uma

Uma história do que é o Benfica. Ou uma pequena história do que é o Benfica...

É também uma forma de relembrar que o Benfica não se fez o que é hoje por causa das duas últimas épocas.

Esta passou-se depois de o Benfica ter derrotado o Real de Madrid por 5-3 na final da TCCE de 1961-1962, que podem recordar aqui.
O Benfica tinha chegado à sua segunda final Europeia consecutiva. Era o detentor do troféu a defrontar a equipa que tinha ganho as primeiras cinco edições da prova... Era um cartaz irrecusável para quem gosta de futebol:
José Águas era o Capitão da equipa:
José Águas com Gento
O jogo terminou e os adeptos do Benfica, ou os adeptos do futebol, não se contiveram e eufóricos com o tamanho festival de futebol que tinham presenciado... Invadiram o relvado em êxtase perante os novos reis da modalidade.

O problema é que havia uma taça que tinha de ser entregue. E é o capitão que a recebe. Mas capitão... Não havia uma vez que José Águas tinha sido literalmente engolido pelos seus adeptos. Nós sabemos como são estas coisas das cerimónias: O pessoal das gravatinhas não tinha muito tempo para estas coisas e após alguns momentos:
Teve que ser Costa Pereira a cumprir o cerimonial. Mas o guarda-redes sabia o que era a tradição e tratou de tentar encontrar o seu capitão. Vejam a sequência de fotos fantástica:
Momentos depois de erguer a Taça, vejam aquele polícia com a sua boina ali do lado direito.
Mais alguns momentos depois, já se vê o mesmo polícia (com a mesma boina) mesmo atrás de Costa Pereira. E esta foto capta o momento em que o Capitão José Águas (ainda escoltado) consegue chegar perto do seu guarda-redes... Mesmo ali atrás do dito polícia!

José Águas ainda teve de ir dar mais uma voltinha, desta feita já com o troféu nas suas mãos:
E ainda lá está o polícia com a sua boina mas desta feita já com um colega bem perto ainda a fazer a escolta... Para no final,
aparecerem os dois com este sorriso de alegria/dever cumprido ao lado do capitão... Completamente de rastos.
Quanto a Ângelo (13 épocas como jogador do Benfica onde foi Bicampeão da Europa, ganhou sete Campeonatos Nacionais e cinco Taças de Portugal... Esperem que há mais: Sete Campeonatos Nacionais de juniores, seis de juvenis e dois de iniciados como patrão da estrutura técnica do futebol juvenil do Benfica...), conta-se que depois de cair na vala ainda foi passado a ferro pela multidão tendo perdido os sentidos. No turbilhão daquele momento, outros polícias terão visto a camisola de vermelho garrido ali naquela vala e... Salvaram-no, levando-o depois para o balneário onde já estavam os colegas a começar os festejos.

Parece que Ângelo (já com trinta e dois anos no pelo) recuperou a lucidez, beijou a taça e disse: "o velhote do Ângelo está para durar. Ainda hoje lhe passaram 100 por cima e ele aqui está".

Velhos tempos, digo eu que nem era nascido.

Nunca mais são 19:15 de Domingo...

PS: Agradecimentos para a Helena Águas que forneceu as fotos francesas.

E Pluribus UNUM

2 comentários:

  1. Como era bonito antes da "amarelinha" e árbitros corrompidos...

    ResponderEliminar
  2. "Passaram-lhe 100 por cima!" LOLOL!!!

    ResponderEliminar

Ok digam o que bem entenderem.
Depois eu vejo