quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Paços de Ferreira-0 Sport Lisboa e Benfica-2

Ora cá vamos nós calmamente a trilhar caminho de modo a conseguir chegar ao Jamor.
A Chama imensa do Benfica
Ontem à noite, demos mais um passo na Mata Real frente a um difícil adversário: O quarto classificado da primeira liga.

E a primeira parte não foi nada fácil. Houve um encaixe quase perfeito em termos de número e posições entre as duas equipas, o que demonstra o quanto ambas as equipas respeitaram o adversário. Infelizmente, um outro motivo para tanto equilíbrio foi o facto de o jogador mais dotado em campo, ainda não estar com os índices físicos de um jogador que já vai a meio da época. Até me dói a alma de o escrever mas Aimar está ainda a fazer mais uma pré-temporada... Ainda bem que temos muito para jogar, isso significa que El Mago ainda vai brilhar muito esta época.
O meio campo do Benfica ontem à noite
Voltando à partida, gostei da postura do paços. Quem sabe se sempre fosse assim, e como o paços também posso mencionar outras equipas como o braga, guimarães, nacional, marítimo e quiçá o sporting; Se mais fossem como o paços frente ao Benfica, éramos capazes de ter uma vantagem bem interessante sobre os ladrões com quem partilhamos a liderança da primeira liga. Mas o sistema tem vassalagem do tipo feudal: Se queres ser algo baixas as calças...

A primeira parte foi muito aguerrida a meio-campo. Sem grandes espaços, não é possível que os artístas consigam brilhar. Benfica, só depois dos vinte minutos e nada de estonteante uma vez que o paços esteve muito forte e concentrado e conseguiu quase sempre condicionar a construção de jogo do Benfica.

Também é verdade que houve um jogo de grande desgaste na passada jornada, o que levou a que a frescura fosse gasta de forma mais doseada. JJ, aliás, precaveu-se: Fez bem em reforçar o meio campo com André Gomes mas Aimar não deu gás ao ataque. O resultado ao intervalo era mais do que aceitável.
Defesa de betão
Até á saída de Aimar, a segunda parte estava fadada para ser mais do mesmo da primeira: Sálvio não encontrava brechas, Gaitan idem e Matic e Gomes estavam muito atarefados no miolo com aqueles castores cheios de energia e de garra. Eis que JJ tira o maestro, passa Gaitan para o meio. O argentino encontra uma brecha para Sálvio, este dá um nó cego a um defesa do paços e Lima enche o bandulho com mais um golito.

Não me lembro de muitas vezes em que as alterações de JJ tenham tido um resultado tão líquido como a de ontem. É que depois de Rodrigo entrar, o espanhol aqueceu as mãos ao keeper do paços para o holandês fazer o gosto ao pé. Verdade que o paços já estava em inferioridade numérica. Também é verdade que as alterações do seu treinador, se bem que tivessem a intenção de tentar o empate, foram nefastas... As alterações de JJ apenas serviram para refrescar zonas mais nevrálgicas sem perder qualidade. E bingo, a coisa funcionou e temos, como há dois anos atrás, meio bilhete pago para a final da taça. Falta a outra metade.

O final da partida, para mim que sou da época de Eriksson onde por vezes era um fartote de golos, foi uma seca. Mas depois de pensar, chego à conclusão de que até foi melhor assim. A troca de bola que observamos o Benfica fazer depois de conseguir vantagem no marcador, permite que os jogadores consigam equilibrar os seus índices físicos, ou seja é uma situação que abafa o cansaço. é que Luísão, Melgarejo, Sálvio, Matic já vinham bem carregados de braga. Não é bonito para quem anseia que a equipa vergue mais o seu adversário, mas é útil para quem ainda tem muitos jogos pela frente.

Foi mais uma boa vitória do Benfica frente a um adversário que já anda a morder os calcanhares ao terceiro classificado. O paços foi um digno vencido, jogou com muito mérito e valorizou a nossa vitória.

Quanto a individualidades, devo mencionar que não apreciei a atitude de André Almeida, que até lhe valeu um amarelo. A sua saída quase no fim da partida, (e parece que estou a ver o Maxi na linha à espera para entrar, e a dizer ao almeida: "conho, Usted me hizo abandonar el banquillo, donde estava muy bien"). De resto a equipa esteve equilibrada, valendo-se de um espírito de entreajuda que lhe pode vir a valer muitas alegrias no futuro.
Os marcadores de serviço ontem à noite
Parabéns a todos por mais uma vitória, toca a descansar que mais, mas muito mais ainda está para vir.

Quanto ao trabalho de um dos directores da casa do porto de braga, já tenho uma opinião diferente. Foi um trabalho de arbitragem irritante. Fez bem a blogosfera Benfiquista em avisar a navegação acerca da tal actividade extra-futebol que este árbitro tem. Cosme foi amarelando o meio campo do Benfica com uma precisão notável, ao intervalo já André Gomes e Aimar estavam condicionados por faltas que... Enfim! Ficou mesmo a ideia de que era ontem que iríamos ter problemas. Ainda bem que Matic e Gomes tiveram cabeça fria e souberam dosear a garra com que defenderam, após já estarem amarelados.
A rábula do piton na caneleira
O problema é que Vítor não deu escolha a cosme, a entrada foi de raiva e bem na canela. Cosme andou ali uns segundos a tomar pulso à intensidade do oxigénio mas lá fez o que mandam as regras, antes isso porque já tinha existido um contacto entre a mão de um defesa do paços e a bola dentro da grande área dos castores e nada tinha sido assinalado.

Engraçado que alguma imprensa desportiva dê a entender que Vítor, com a entrada a Gaitan, terá feito uma espécie de favor ao Benfica, que pode vir a ser o seu novo patrão!!!! Pois... Inventam-se mentiras para acalmar a inveja de quem nos vê a ganhar; Inventam-se mentiras para tentar diminuir o mérito da equipa na mente dos Benfiquistas. Triste, mas é o país em que vivemos.

Fica o vídeo para quem gosta de rever:
Fica o agradecimento aos sócios que nunca deixam a equipa sozinha
Agradecimento a quem o merece: Os Sócios
E Pluribus Unum

domingo, 27 de janeiro de 2013

Braga 1 Sport Lisboa e Benfica 2

No fio da navalha...
Suada mas merecida
Grande partida na primeira parte, principalmente devido ao braga ter entrado com muita vontade. Fazendo uma pressão muito forte sobre os jogadores do Benfica. Talvez já sabendo que isto era mais do que provável, JJ fez aquilo que deveria: Colocar um avançado muito móvel e um número dez com muito mais frescura física que o grande Pablo Aimar. Foi Gaitan o eleito, e na primeira parte demonstrou que aquela posição pode dar-lhe mais alegrias e mais vontade de dar às pernas, isto porque não há tempos mortos naquela zona.

Com o meio campo a estar mais povoado do que é normal e a dar pouco espaço, o braga teve de jogar mais directo. Aproveitando alguma displicência de Jardel e Melgarejo, conseguiram criar dois lances bem perigosos. Numa bola parada fizeram Artur brilhar.
Aí vai o primeiro
Quanto ao Benfica, fez um jogo com mais suporte a partir de uma tremenda disciplina táctica. Assim, o Benfica foi capaz de arquitectar lances de ataque com mais ciência, e uma vez que Ola John, Gaitan e Sálvio são jogadores de ataque chegou com muita rapidez aquelas posições que ficam entre o centro da defesa e o meio campo. Sálvio, numa dessas fugas posicionais, abriu o marcador com raça. Num contra-ataque muito bem pensado por Gaitan, Lima marca o segundo com um remate cruzado que apanha o keeper de braga em contra pé, se bem que o brasileiro tenha falhado na primeira aproximação à bola.
E agora o segundo

São destes jogos que o futebol cá do burgo necessita. Muito espectáculo e um jogo taco-a-taco com oportunidades para cada lado. Poderão alguns dizer que o braga, pela entrega, não mereceria ir para os balneários com tamanha desvantagem... Porventura o braga perdeu em old trafford e também era capaz de ter merecido o empate! Quero com isto dizer que o Benfica foi mais incisivo... As grandes equipas do mundo têm de ser assim: Sofre-se quando se tem de sofrer e marca-se quando as oportunidades são criadas.

A segunda parte já foi outra música muito diferente. Eu acho muito estranho que ao intervalo JJ tenha ordenado aos jogadores para fazerem aquilo que fizeram! Certo que o braga continuou a espumar energia pelo relvado; mas demonstrar uma apatia na hora de atacar de modo a controlar o jogo e esperar por espaços nas costas da defesa do braga... Quase que foi suicida!
Duas excelentes exibições: Perez e Matic
Sálvio e John são dois extremos com grande potência, adormecê-los da maneira que a postura da equipa na segunda parte adormeceu, quase que fez com que parecesse que o Benfica estava em sofrimento. A partir dos 15 minutos, Sálvio e John já estavam completamente desligados, sem fulgor.

Quem estava a ver a partida, estava a contar o tempo que faltava para que o braga marcasse o golo que bem mereceu. Falta a Jardel, talvez uma maior dose de concentração. Poderia enumerar lances em que o brasileiro revelou algum défice posicional e que depois... No entanto Jardel é um bom central, deverá estar mais concentrado de modo a que evolua ainda mais. Por outro lado, foi referido que o brasileiro estava a passar por dificuldades físicas... Miguel Victor caro JJ!

A entrada de André Almeida veio precaver uma maior ruptura no meio campo e poupar a Matic o segundo amarelo, mas a passagem de Gaitan para a esquerda não trouxe nada que fizesse acordar o Benfica. Gostei de ver Urreta de novo mas o Benfica já tinha traçado o destino à ex-jovem promessa: Defender com garras e dentes.
Nada a apontar, decisão correcta

E eis que o braga vê a sua sorte sentenciada pelo seu ex-goleador: Lima visualiza a bola naquele espaço de terreno entre os centrais, arranca que nem uma seta e pimba! O árbitro manda haas para o banho. Bruno esteves ainda necessitou da opinião do seu fiscal, talvez para lhe perguntar se Lima estava fora-de-jogo (não estava), e fez o que mandam as regras: vermelho directo.

O braga ainda tentou espernear mas a ferida era profunda, pena que o Benfica não tenha tentado marcar mais um golito! Era a única maneira de apagar a relativa má imagem que deixou na segunda parte, e de não ter que ouvir peseiro a chorar pela falta de sorte. Mas volto a frisar que o braga também tem mérito em ter feito com que o Benfica jogasse assim tão... Amordaçado!

Esteve bem bruno esteves nos cartões que mostrou a Matic e especialmente a  Gaitan e Artur. Certo que a vitória era importante mas ver cartões por tentar perder tempo também é demais! Parece que somos uma equipa pequena e que nunca ganhamos um jogo! Voltando à arbitragem... Será que se passa algo nela? Fiquei admirado de ter visto um jogo sem casos entre o Benfica e o braga! Será que?
Os marcadores de serviço
Excelente vitória, onde o mérito cabe à excelente primeira parte e pelo sacrifício e entrega da segunda. O braga esteve forte... Até forte demais, por vezes parecia que andavam com "energia extra"! Percebo de preparação física mas os bracarenses estavam sobrecarregados de energia... Será que estou a originar uma teoria da conspiração? Já tive a mesma sensação na jornada anterior... De qualquer modo tem um plantel muito curto.

Parabéns a todos pois foi o primeiro jogo contra uma equipa portuguesa em que tivemos de sofrer um pouco na defesa para conquistar os três pontos. O braga até é, na minha suspeita opinião, melhor que aquela equipa já condenada por corrupção: Quis jogar à bola em vez de se fazer à fotografia. Daí que concordo com JJ quando este afirma que o o braga é a primeira das outras equipas.
Artísta de rádio e revista e da cassete pirata
Pena que peseiro não perceba como é que o Benfica ganhou a partida, mas eu digo-lhe: Arte, capacidade de sofrimento e entreajuda. Mas entendo as lágrimas que não são de crocodilo.

Pena que custódio tenha problemas de visão, o Benfica foi mais do que duas vezes à baliza do braga... assim é que se perdem jogos quando não se consegue ver de onde elas vêm!

Pena que tenha havido violência nas bancadas, mais uma vez JJ falou e bem, pasme-se: "Também devemos esta vitória difícil aos nossos adeptos que se deslocaram a Braga. É preciso ter coragem para vir aqui": Um grandíssimo VIVA para os adeptos foram ao inferno da pedreira, a vitória também é vossa.


PS1: No próximo post, vamos tentar esmiuçar isto dos adiamentos e utilização irregular de jogadores.


E PLURIBUS UNUM

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Era uma vez... Mais do mesmo...

Corrupção é um dos demónios do futebol.

Antes da opereta que vai ter lugar em braga na próxima jornada, começam-se a ver algumas gentes a ficarem incomodadas com o excesso de lamber botas que anda cada vez mais a aumentar neste nosso país.

A comichão é tanta que se torna insuportável estar calado.

Comecemos então com o guião do episódio que se segue depois de amanhã:
  1. Tivemos o treinador de um clube já condenado por corrupção a auto promover-se a burro (após o jogo contra o Benfica) e depois a subir o degrau para asno na passada terça-feira. 
  2. Antes disso, já o presidente do tal clube condenado se tinha esquecido de tomar a medicação. E tratou de ofender os poucos accionistas do tal clube, auto intitulando-se de asno capo-mór.
  3. Também aquele jogador que se chama lixo err... luxo... whatever, tinha querido manifestar a sua apetência para ser burro.
  4. Até o salvador dos de braga, que faz parte da corrente porque é mais fácil não meter muita água quando se nada para o lado que ela corre, se coroou como burro mestre do sporting daquela cidade.
Faltava pedro, o tal árbitro que é o melhor quando não arbitra em Portugal. Eis que pedro decide desmentir quem tutela a sua profissão porque queria ter ido à catedral aviar mais um roubo... E fez os possíveis para lá estar como contarei adiante.

Aliás pedro, após ter feito um avultado seguro à sua dentadura, decidiu ostentar os dois quilos de brilhantina e enviar umas farpas aos observadores que não lhe dão nota 10, sendo absolvido pelos seus amigos da liga. Decidiu também evangelizar a sua própria pessoa dizendo que este país não o merece. A dentadura nova que ostenta fez crescer nele um profundo e arrebatador sentido de narcisismo. Cuidem-se!

E eis que se jogou o tal jogo em atraso por pedro ter encontrado uma mão cheia de poças de água. Tanta indignação e apoio por parte do clube dos animais mitológicos tinha de ser paga. E pedro não deixou os seus créditos por mãos alheias...
O antes
O setúbal ainda estava por cima da tona de água antes da partida, mal sabiam eles o que lhes iria acontecer...
O durante
Pedro assinala um penalti que enfim... vá lá... e depois começa a debitar cartões aos de setúbal! A expulsão de Gallo é brutal! O jogador do vitória nem toca no lixo... ahhh luxo! Toca na bola. Helton placou um avançado do vitória. Castro coçou os cotovelos na cara de jorginho... Quem foi expulso? Jorginho claro!
Ainda durante
Bem lamenta mota. Mas José, de mota não vais longe quando surgem as tais outras forças... E agora estás em penúltimo!
O depois... do jogo.
Lamenta o presidente sádino.

Lamentam os sócios e adeptos do vitória.

Assim temos o porto ao pé do Benfica na classificação. O porto cujo guarda-redes pode cometer faltas fora da grande área; cujo defesa pode ajudar o guarda-redes com as mãos dentro da área; cujos restantes jogadores podem fazer as faltas que quiserem que não serão molestados pelas regras justas do futebol!

Assim se entende que não tenha ainda sido assinalada alguma grande penalidade contra eles. Assim se entende que ainda nenhum jogador daquele clube tenha sido expulso (excepto castro num jogo da taça da liga, ou taça de Portugal se não estou enganado).

Se é verdade que esta época o Benfica tem tido alguma sorte nas actuações dos árbitros, não têm existido grandes problemas; Tal como no ano passado, está a chegar a altura de o garrote corrupto começar a apertar.

O Benfica não deve dormir por entre elogios sem algum sabor aos árbitros! Onde está a resposta prentória e um pedido de esclarecimento sobre o facto de nem presidente, treinador e capitão dos corruptos mais o presidente da sua primeira filial, ainda não terem sido castigados pelas injurias que têm vindo a proferir?

Todos os blogguers têm de apelar aos Benfiquistas que se unam na defesa dos nossos jogadores, Temos de atacar quem nos ataca, Temos de estar unidos - E PLURIBUS UNUM - direcção, equipa técnica, jogadores, sócios, accionistas e adeptos.

E... temos de ir a Braga ganhar, sem a vitória nessa partida não vamos muito mais longe do que o segundo lugar. Até agora não temos tido grandes adversários. Contra estes de braga na primeira volta, fomos vítimas de alguma inexperiência e da manha de uns chico-espertos. Em Coimbra fomos vítimas de um autocarro e de um tal de xistra. Na Luz frente ao porto... Fomos vítimas de não termos marcado quando tivemos possibilidades, fomos vítimas de dois desleixos defensivos. Aliás, diz-se que o porto não fez um único remate à baliza do Benfica na segunda parte... Como escrevi no respectivo post, João Ferreira, partindo do princípio que não iria expulsar ninguém ou marcar penaltis, até esteve bem ;).

PS1: Escreve-se por aí que há uma guerra aberta entre o pereira da fpf e o duo pinto corrupto + proença!

Tudo por causa das nomeações. O proença foi nomeado para o tal jogo que foi adiado, no final de Dezembro, o que o impediu de poder ser nomeado para o Benfica-porto.
Depois, e posso estar enganado, fintou-se o regulamento:
  • Nova marcação nas 30 horas seguintes previstas pelo regulamento; art.º 22 nº1... Não aconteceu!
  • Os jogos das competições oficiais adiados no decurso da primeira volta têm de ser realizados obrigatoriamente no decurso das quatro semanas que se seguirem à data inicialmente fixada para o jogo, salvo casos de força maior devidamente comprovados e reconhecidos por deliberação da Comissão Executiva; art.º 19, Nº 2... Também não aconteceu!
E pronto, marcou-se nova data para antes de ontem, de modo a que proença pudesse ser nomeado para o Benfica porto. As coisas correram mal porque a decisão do brilhantina foi gozada ao máximo além de que imprensa e afins também defenderam a tese de que o jogo se poderia ter disputado.

Lendo estes artigos dos regulamentos... A coisa não será ilegal? Não poderá reverter em perda de pontos?

Adiante, e foi atirar petardos de um lado para o outro para percebermos que o árbitro do porto Benfica... É gajo para já estar nomeado:
Será?
Caro RGS, aquela rábula da Áustria e da Hungria... É cá uma delícia... Qualquer dia deixam de existir o sporting e o braga para se formar um super porto!

PS2: Aquela coisa da tal pessoa que se suicidou ou apareceu morto num escritório do dragão... Parece que foi com dois tiros e a arma desapareceu! Alguém entende isto?

PS3: Assinala-se esta sexta-feira, dia 25, nove anos do falecimento do nosso saudoso jogador, Miklós Fehér. RIP à sua alma.

PS4: Faz hoje 71 anos, aquele que ninguém ainda consegue superar: Eusébio da Silva Ferreira. Ele não jogava sozinho, jogava com Simões, José Augusto, Coluna, Torres, Águas, Cavém entre outros, mas a verdade é que por ele ter existido, devem-lhe muito O Benfica, os seus sócios e adeptos. Parabéns King! tem juízo com a saúde e live forever!
The King, Le Roi, O REI
E Pluribus Unum
Amanhã é para ganhar

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Moreirense 0 Sport Lisboa e Benfica 2

Ainda sinto a fria chuva a caír no pêlo dos jogadores em Moreira de Cónegos ontem à noite. Aquela chuva que se intensificou no decorrer da segunda parte, no entanto a partida continuou com o relvado a ficar pesado e a bola cada vez mais complicada de dominar. O Benfica sem problemas continuou o seu jogo com afinco, como é seu apanágio. Fosse outro clube que só joga de collants e pantufas, teríamos tido mais um adiamento, penso eu de que!
O score final
Após três dias de recuperação do jogo da taça, JJ apostou num onze quase idêntico. A partida era para ganhar, a partida era contra uma equipa numa fase difícil pois entre lesões, castigos e falta de dinheiro não há muito que se possa fazer para ir jogar contra um colosso que até agora se está a portar como tal.

O moreirense tentou fazer pela vida e, no único remate que fez à baliza, pregou um susto ao Benfica. Sejamos honestos para com esta equipa que é honesta, foi pouco mas o AMC deseja-lhe uma segunda volta melhor.

O Benfica, com os tais três dias de recuperação, levou algum tempo a colocar a máquina a funcionar. Mas a baixíssima temperatura e o facto de ser segunda-feira não ajudaram a que a equipa conseguisse manter ritmos e níveis de acertos nos passes. A primeira parte foi demasiado inconsequente por via desses factores e por culpa de o moreirense ter o meio-campo bem preenchido.

Tal como frente ao tal clube que já foi condenado por corrupção, Matic, Perez, Gaitan e Sálvio  tiveram trabalho de sobra, enquanto Cardozo e Lima andaram a ver o que se podia fazer. Boa táctica do moreirense a fazer lembrar o boavista de jaime pacheco: Pontapé para a frente, neste caso para os lado de Jardel e Melgarejo para ver o que ghilas poderia conseguir.
Sálvio a abrir o ferrolho
Salvé Sálvio que conseguiu logo a abrir a segunda-parte, desbloquear a situação. O argentino terá sido tremendamente importante pois, com requintes de malvadez, abriu aquele ferrolho logo no dealbar da segunda metade e privou o moreirense de se acantonar com um autocarro à frente da sua baliza.

O que se seguiu foi mais do mesmo: controlo da partida, se bem que os cónegos tenham empurrado um pouco o Benfica para o seu meio-campo. Depois foi esperar pela oportunidade para fazer o segundo e por fim controlar a partida com uma marcação mais zonal de forma a forçar o moreirense a correr.

O moreirense deu o berro fisicamente, a partida estava ganha sem lesões e castigos. O Benfica arrumou a tralha e veio para Lisboa que o que está para se seguir vai ser do piorio.

Fica o resumo:
 
Vai ser difícil para este árbitro capela merecer a minha confiança. Ele foi peça importante do tabuleiro de xadrês que arrumou o Benfica a época passada. Ou seja, como todo o bom vitelo, este está marcado! No entanto, ontem teve uma excelente actuação cuja cereja no topo do bolo foi o não assinalar uma grande penalidade contra o moreirense por bola na mão de um defesa da mesma equipa! Concordo absolutamente com a decisão de capela. 

Não houve problemas nos foras-de-jogo, quase nada a merecer destaque a nível desciplinar! Será que capela se zangou com o sistema por o terem enviado para aquele campo frio e chuvoso, e vingou-se com uma actuação imparcial? Ser árbitro e ter actuações imparciais nem é assim tão difícil!

Que o diga duarte gomes, Benfiquista confesso, que teve de ir fazer um grande frete a Braga.
Olha aquele braçito a ir para cima
Mas o gajo do setúbal não ficava isolado?
Depois do frete, teve de ouvir um tóculismo a vomitar aquilo que esses aparelhos vomitam... Ou ajudam a vomitar!

Este tó que se diz salvador tem o seu quê de asno. Aos 56 minutos vê duarte gomes a perdoar uma expulsão a salino, talvez porque não a tenha visto. Mas aos 90 minutos, quando o jogador do setúbal ficaria isolado, não assimila o vermelho que vinicius acaba por ver.

E atiram-se bitaites para o ar. É tanta a indignação que o animal até se lembra de Calabote... Ó tó, entra neste link e vê se aprendes o que são verdadeiros casos na arbitragem! És mesmo labrego, já nem te lembras como a tua equipa é sistematicamente ajudada cada vez que o Benfica lá vai jogar! Queixas-te muito e provavelmente vais ter o proença ou o benquerença para te ajudarem na proxima jornada! Tens algum corte de luz planeado caso não te cheguem nem os onze jogadores mais o trio de arbitragem?... Burro que segues o velho, esperas ir para algum lado com tanta treta? 
Já diz o povo que burro velho mais vale...
Já época passada, outro asno das palavras tinha utilizado estas: vergonhosa e tendenciosa! Depois assistimos ao que se seguiu: Nada de punição! Caro presidente LFV, mantenha-se atento e reaja de imediato! Tenho certeza que o Moniz deve ter algo debaixo da manga para enviar para este asno.

Enquanto isso, as provas da existência de um sistema corrupto vão surgindo, e são cada vez mais. É mais uma na ferradura depois de terem ferrado no cravo. E até na segunda divisão este sistema actua sem dó nem piedade.

Enquanto o sistema vai esperneando, rui patrício continua a ser o melhor guarda-redes português. Será que, com as vitórias do jesualdo, o godinho se vai safar na assembleia?

PS1: Óscar, não te enerves que os golos vão voltar rapidamente.

E Pluribus Unum

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Académica OAF 0 Sport Lisboa e Benfica 4

Ora cá está mais uma etapa superada e com distinção. Ontem à noite na cidade, que deixa sempre uma certa saudade na hora da despedida, o Benfica aplicou uma pequena lição de futebol de alta competição à académica.
Os que iniciaram a pequena lição
Fez bem JJ em colocar Artur de início. O brasileiro tinha de tirar alguns fantasmas da cabeça depois de ter estado desinspirado na última partida. Fez também bem em colocar Ola John de início, porque ficou com dois extremos e deu um pouco mais espaço de manobra a Matic e Perez no miolo do terreno. de resto tudo normal: Eramos mais fortes, como sempre somos, e só o tínhamos de demonstrar.

E se Cardozo, agora voltado para finalizações mais artísticas, quase inaugurou o marcador ainda os motores da académica estavam ligados, Ola John tratou de enviar mais um petardo para o fundo das redes e deixar o aviso que a malta desta vez não estava ali para brincar aos tiros aos pardais.
Lá vai o segundo para a conta pessoal de Lima
Depois foi Lima a matar a partida com dois belíssimos golos. Pareceu fácil, tal a clara demonstração de poder em operar alterações de velocidade tremendas nas transições de ataque. A académica nem viu o que lhe caiu em cima. O Benfica, digo eu, não se esqueceu do que ali tinha acontecido nas duas últimas paragens para o campeonato... Aliás quando soube que era um superdragão a arbitrar a partida, ainda temi que as coisas pudessem vir a ter o mesmo caminho. Mas não, sousa de seu nome jorge, passou relativamente despercebido. Isto é um elogio.

A segunda parte correu como eu desconfiava: A académica sem hipóteses de contra balançar a partida (um só remate perigoso em noventa minutos demonstra isso), e o Benfica a jogar de modo mais lento, com trocas certeiras de passe de modo a poder minorar o desgaste de um jogo a meio da semana. E o resultado foi também aquele que eu estava à espera: Um aglomerar de golos desperdiçados.
Mais um para Sálvio
4-0 foi uma benesse para os estudantes, eles bem que mereceram ir para casa com uns sete ou mesmo oito porque nada estiveram ali a fazer.

JJ ter-se-á revoltado com o rumo que o jogo levou. Deve ter ficado a pensar que mais valia ter colocado luisinho, Roderick, André Gomes, Kardec e quem sabe até Urreta de início. Infelizmente as coisas nunca são bem assim. 
O jogo pareceu fácil porque a equipa o tornou fácil. Foi um óptimo jogo "quase" treino, onde onze atacaram e defenderam. Um jogo, depois do primeiro golo, com muitas trocas de bola na defesa para obrigarem a académica a sair da toca... E é assim que se faz. Foi um jogo de entreajuda entre todos os jogadores sem pretenciosismos o que faz jus ao lema do nosso clube: E Pluribus Unum!
A união sempre faz a força
E pronto, nada mais a acrescentar. Talvez uma menção honrosa à mancha negra, que deu luta aos Benfiquistas. Foram bem melhores do que pedro perdo emanuel e os seus jogadores. E que bom foi ver ali tanto Benfiquista...
Mais um exemplo de união Benfiquista em Coimbra
Fica o resumo da praxe.
Mas há coisas que não se devem esquecer.

Choveu todo o dia em Coimbra mas o jogo realizou-se! Fiquei ali estupefacto com a decisão de jorge sousa, quer dizer... Será que o relvado de Coimbra é melhor do que o de Setúbal? Só pode ser porque... Só pode ser, penso eu de que.

Depois temos as meias finais com o paços de ferreira cujos jogos se irão disputar, pasme-se, a primeira mão a  30-01 e a segunda a 17-04... A segunda mão será entre os jogos do campeonato para a 27ª jornada com o marítimo (fora), e para a 28ª jornada com o estoril em casa, caso não haja alterações de última hora. Nas vésperas do jogo no dragay! Vá-se lá compreender, ou talvez se compreenda.

Como já é do conhecimento público, e seguindo os diletantes delírios do presidente de um clube já condenado por corrupção: jorge costa; até os políticos de m#$%a deste nosso país estão a querer tirar a final da taça do Jamor (notícia de 6 de Dezembro). O nandinho das facturas/despesas de consumo, veio de imediato (15 de Dezembro) continuar com a lambidela de botas ao sistema. 
Desde há alguns anos que este tema não vinha à baila. Para dizer a verdade, desde a época de 2004-2005. Será necessário o Benfica estar perto de atingir a final da competição para surgirem estes receios infundados? 

Segurança e saúde pública? Se o Benfica chegar à final, decerto que aquilo vai ficar pintado de vermelho. E isso irá fazer com muita gente fique toda roidinha de inveja... Segurança e saúde pública...
That's the way to jamor
O certo é que mais uma etapa foi vencida, esperemos pelo paços agora.
PS1: Já foi o moutinho, depois o izmailov e agora pode ser o liedson ,que o sporting não quis contratar. O que mais haverá para dizer aos sportinguistas por parte de uma direcção que, em menos de dois anos, já vai no quinto treinador?
Dixit
Não há dinheiro para melhorar? Haverá dinheiro para nos pagar pela teimosia e ódio de um ex dirigente?

E Pablito "El Mago" Aimar... Será que sai? Será que fica? Eu voto no fica porque artistas com pureza já não há muitos.
Es un placer verte con la camiseta del Benfica
 E Pluribus UNUM

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

SL Benfica 2 clube condenado por corrupção (vulgo fcp) 2

Bom dia a todos, agora é a altura ideal para fazer um apanhado mais coerente do que se passou no Domingo à noite na catedral. Era uma partida de altíssima voltagem, e assim acabou por ser. Desde já informo a navegação que, na minha opinião, o resultado foi justo.
Os onze que iniciaram o duelo
Confesso que discordei da escolhas de JJ para o onze inicial. Isto não é uma crítica negativa, é sim a minha opinião. JJ quis dar mais peso e força ao ataque ao ataque no entanto perde-se sempre algo no sector que antecede: O meio-campo!

Daí que tenha sido sempre menos difícil ao porto chegar à área do Benfica durante a primeira parte. Certo que Cardozo e Lima se fartaram de correr, fazendo pressão sobre a defesa do porto. Certo que Lima recuou muito para o meio-campo para cortar linhas de passe. Mas um jogador como Lima não é capaz de auxiliar a equipa quando esta defende e depois explodir para o ataque.

Com este meio-campo, Matic, Perez, Gaitan e Sálvio, os dois extremos também tiveram de dar corda aos chinelos nas compensações. Assim as pilhas não duram sempre e o dito carácter explosivo de Gaitan e especialmente de Sálvio, já aplicado a Lima, também se perdeu ao longo da partida.
Matic e Perez ficaram confinados à batalha de meio-campo, pelo que se notou a falta de um terceiro elemento que pegasse na batuta. Por vezes com Sálvio e Gaitan colados ao flanco era ver o Sérvio e o Argentino a contas com três opositores ali no meio. Mas o nosso adversário também veio à catedral para ver o que acontecia, não tinha grandes cartas para jogar para além daquelas que iniciaram a partida...

Assim, é correcto afirmar que se JJ tem entrado com mais um médio, certamente o jogo não teria tido aqueles 18 minutos que teve. E que 18 minutos!
O voo da Vitória, ontem não foi recompensado
Depois há um grupo de jogadores do Benfica que ainda são miúdos para este tipo de jogos. Quero com isto dizer que se notou um certo nervoso miudinho, um certo défice de controlo emocional que leva um jogador a actuar de forma mais clarividente em embates mais pesados.

Por tudo isto, acabamos por sofrer dois golos consentidos. No primeiro, Melgarejo coloca o barrote do porto em jogo: No segundo, Artur espalha-se ao comprido. Melgarejo ainda compreendo que nem tenha dado conta mas Artur já deveria ter estaleca para não inventar. Enfim, dois golos muito consentidos em permanente alta voltagem.
Bomba lá para dentro
E que voltagem caros leitores. Em primeiro lugar, aquele torpedo de Matic a concluir uma combinação fantástica, de toda a equipa, após a marcação de um pontapé de canto..
video
Depois outra combinação, agora engendrada totalmente pelo flanco direito do Benfica.
Bomba parte dois
Maxi e Sálvio desconstruiram por completo a defesa do porto, e após uma defesa incompleta do baterista de uma banda um pouco foleira, Gaitan torpedeou uma outra bomba lá para dentro e o estádio explodiu de alegria.
video
E a melhor parte do jogo acabou. Deu a sensação de que o Benfica poderia partir para uma exibição mais completa... Mas foi só isso. O porto percebeu que em organização de ataque tinha levado duas lições. O Benfica também notou que estava a dar muitas ofertas.

Fecharam-se os baralhos e abriram-se os olhos, a partida continuou muito disputada com despiques tremendos de energia. Houve períodos de maior fluidez para ambos os lados.

As esperadas entradas de Aimar e Martins não trouxeram muito de novo ao jogo da nossa equipa. Muito por culpa da falta de intensidade competitiva que ambos ainda não conseguem ter. Aqueles tempo de reação que são necessários a jogadores de elite e que se conseguem com muitos minutos nas pernas. felizmewnte não saíram tocados e subiram mais um degrau nos níveis de competitividade, pelo que temos plantel para o resto da época.

Pena que o tal keeper baterista tenha calçado umas luvas com uns milímetros de borracha a mais...
Perfeito Óscar, mas aquelas luvas...

Pena que Aimar não seja um cabeceador por excelência...
Quase como mandam as regras
E acabou o jogo com um empate, que como já escrevi no início, é relativamente um resultado justo. A conversa do quem é que merecia ganhar, que surge sempre depois de um empate, já é uma conversa que resulta sempre em perda de tempo. Teorizem vocês caros leitores na caixa dos comentários.

Vamos ao trabalho do trio de arbitragem, que mereceu os elogios de JJ e as críticas dos burros... Como este:
Faltam-te as orelhas bitó
João Ferreira não foi à catedral para expulsar ninguém! A análise que irei fazer tem como base esta permissa.

Não é difícil de tirar essa conclusão certo? Torna-se difícil arbitrar um jogo destes, excepto se for proença, benquerença entre outros. Assim, e a frio:
  • 47 minutos, amarelo a Perez por protestos. Correcto, mesmo tendo razão, Perez deveria saber que se habilitou. E o tal amarelo ditou a sua saída precoce da partida... Temos pena.
  • 63 minutos, amarelo a Matic por falta. Correcto pois o adversário era gajo para causar mossa.
  • 82 minutos amarelo à maça podre... Deste gajo já vou escrever...
  • 86 minutos amarelo a Maxi. Correcto pois fez uma falta perigosa sobre um jogador que já nem deveria estar em campo. 
Levámos 3-1 em amarelos. Concordo quando se diz que Matic poderia/deveria ter visto o segundo amarelo aos 80 minutos. Concordo que a entrada de Maxi ao maça podre deveria ter sido com muito mais força para merecer o cartão vermelho... Concordo porque foi evidente (até para o gajo das palas ali em cima).

Mas ver o final do jogo, e observar que Fernando, Mangala, Moutinho acabaram em campo também é obra. 
  • Fernado, na primeira parte marcou os seus pitons na canela de Perez e na segunda parte derrubou Gaitan mesmo à entrada da área quando o argentino (isolado) já se preparava para aviar o terceiro...
  • Mangala andou a distribuir toda a partida, inclusive levou a que Cardozo jogasse de cabeça atada, e nada... Nem um amarelo!
  • Moutinho deu e deu e tornou a dar e à nona falta cometida... amarelo!
  • Lucho foi um luxo de faltitas e népia.
Sorte teve João Ferreira que Aimar falhou um cabeceamento á flôr da relva aos 84 minutos. Foi assinalado incorrectamente, fora-de-jogo. Caso contrário... Era lindo. Sorte teve João ferreira, que nos cantos a maioria dos árbitros fecha os olhos. Caso contrário teria visto Garay a ser engravatado aos 94 minutos dentro da área daquele clube já condenado por corrupção...

Queixam-se os burros e a sua raínha. Eles que vão carpir mágoas lá para cima que nem falsos desgraçadinhos: Quatro penalties por mão na bola não assinalados em catorze jogos é obra... Só ao alcance de quem mama muito bem. Abro uma excepção para um jogador adversário: Defour. O belga veio jogar à bola. Ele deve ser dos poucos que se importou com isso.

Fica aqui o resumo para quem gosta:
Eu fiquei resignado com o empate e satisfeito por ver que esta equipa de JJ responde às desvantagens. Tem sido assim o que é tremendamente positivo, uma vez que num passado recente nada disso era possível.

Agora é tratar de optimizar os níveis de concentração de forma a apurar a qualidade global do jogo. Venha o proximo jogo.

E Pluribus Unum

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

SL Benfica 3 Académica 2

Olha que jogo mais desgarrado que ontem teve lugar na catedral, jogo a meio da semana com muito pouca gente para aquecer o ambiente, jogo com muitas alterações para que haja mais rodagem para quem não tem jogado muito.
O Onze do começo de mais uma jornada vitoriosa
Na minha opinião, fez bem JJ em escolher os onze jogadores que iniciaram a partida. Eu sou daqueles que pensa que o Benfica deveria dar umas férias na participação nesta prova. A taça lucílio, como muita gente lhe chama, é uma prova que merecia tal decisão por parte do nosso clube, depois gostaria de ver como a prova iria sobreviver... Ia ser engraçado, lá isso ia.

Poder-se-á dizer que foi um onze de jogadores B. Esta é uma forma generalizada de apelidar um grupo de jogadores que não tem muitos minutos nas pernas, e só isso porque qualidade... Aimar um B? Pois é caros leitores, jogadores B e quase foi suficiente.

Há sempre o reverso da medalha em utilizar jogadores menos rodados. Eles podem treinar juntos durante a semana, mas reconheço que os automatismos, num jogo a doer, perdem-se por vezes e o jogo deixa de estar unificado. Isso foi o que aconteceu ontem à noite.
Anatomia do primeiro golo
A académica, uma besta negra para o Benfica do século XXI, andou algumas vezes à nora na primeira parte. Houve períodos de troca de bola tão rápida, por parte do Benfica, que os estudantes pareciam estar de ressaca em vésperas de um exame. Houve algumas oportunidades e por fim Lima decidiu dar cabo da canela de um central adversário. Golo justo porque na mediania de um jogo, éramos nós quem estava a ter as despesas da partida.

O meio campo do Benfica terá pensado que era só aguentar até ao intervalo para depois fazer o resto. Mas no único lance em que Aimar, Bruno César, Jardel e Roderick (4 jogadores!!!) foram apanhados a dormir, a académica fez o primeiro remate da partida e empatou o jogo.  Sem saber ler ou escrever ainda dá para algo fazer, pensei eu.
Anatomia do segundo golo
Mas não tinha sido suficiente, logo após o recomeço da partida, o Benfica decidiu presentear super-bock saleiro com meio golo... Sou sincero que nem triste fiquei: 
  1. Porque me estou a marimbar para esta prova.
  2. Porque sabia que mais cedo ou mais tarde, o Benfica trataria de dar a volta no marcador.
No entanto, e em tão pouco tempo, os jogadores como que adormeceram. Já na amoreira tinha sido o mesmo. No próximo jogo, as coisas não deverão ser assim tão fáceis.

Algo feridos no ego, os jogadores do Benfica decidiram re-unificar o seu jogo. JJ colocou Kardec em campo e depois Sálvio o que permitiu que a equipa operasse a reviravolta final no marcador.
Anatomia do terceiro golo
Ainda por cima os estudantes ficaram reduzidos a dez elementos e toda a gente terá pensado que a coisa já estava feita. Que a única dúvida seriam os números da vitória. Vai daí que mais uma vez, a malta decidiu dar uma de solistas... Até ao final do jogo foi ver um jogo tipo com a banda fragmentada, e cada um a tentar fazer um bonito cada vez que tinha a bola nos pés.

Venceu quem era e foi melhor, a passagem para o jogo com o porto b ficou garantida depois de um jogo interessante mas com períodos de falta de concentração que se pagaram caros: Mais dois golos sofridos.

Destaques? Bem, não há muito por onde pegar. No entanto gostei de ver duas duplas a jogar ontem à noite:
Roderick e André a fazerem pela vida
Sempre fiquei com o feeling que Roderick tinha estaleca para ser um grande central. Vamos a ver como lhe vai correr este final de época. Ontem poderia ter arriscado uma raquetada na bola antes do jogador da académica ter efectuado o remate que ditou o golo do empate...

Quanto ao André, o feeling já é realidade. Este miúdo é inteligente, tem técnica e é robusto. Ele é uma certeza e disso não tenho dúvidas. O destino é que não é sempre assim tão simples como escrever umas palavras, por isso André... FORÇA!
O people da batuta
Penso que saíram da partida sem mazelas. Ufffffffa que alívio certo? Não estão com a velocidade desejada para partidas de altíssimo risco que vamos ter brevemente, no entanto foi muito bom ver El Mago e Martins a esticarem as varizes, eles que são verdadeiramente dois fantásticos reforços de inverno.

E assim foi um jogo mornito que a TBI decidiu abrilhantar com uns comentadores de fiambre fora de prazo.

Afirmaram perentoriamente que aqui era fora de jogo:
Avençados da TBI, dizem que é offside
Multiópticas para vocês caros avençaditos. Manuel Mota teve um trabalho que poderia ter sido facilitado por ferreira, o número 35 da académica. O defesa esquerdo dos estudantes acumulou faltas para cartão amarelo aos 28m, 30m. Aos aos 52m viu amarelo, 58m derrubou Maxi á entrada da área e aos 68m foi expulso por ter utilizado o braço para cortar um lance de ataque do Benfica. Estava a pedi-las assim com Roderick que deveria ter visto um cartão amarelo muito alaranjado por ter rasgado as meias a um adversário aos 37 minutos; assim como makelele aos 69 por ter feito um arranjo (vulgo agressão) à cara do Sálvio.

Depois diz-se que há um penalti por assinalar contra o Benfica por falta de Nolito, quando na verdade há um que ficou por marcar a favor do Benfica aos oitenta e dois minutos de jogo:
Obrigado á TBi por estas imagens
Enfim, casos que em nada abonam para o futebol. Aliás a académica de ontem em nada abonou... Rematou três vezes, duas das quais à baliza do Benfica. Será que por isso ninguém falou em casos e apenas em mérito?

Fica o resumo para a posterioridade

PS1: Rui Too Much Grease Santos é quem o afirma. E eu que nem vou muito à bola com ele... Será que vamos ter uma oportunidade para gerar uma polemicazita? Ou vamos dar uma de: não precisamos disso para ser campeões? Os regulamentos são o que são... as interpretações idem... Enfim, há natais que nunca acabam... O setúbal que o diga que foi derrotado por um penalti no mínimo mais do que duvidoso...

PS2: Os nossos vizinhos são mesmo levados da breca. Não é que são a melhor equipa portuguesa do passado passado ano! Enquanto isso os adeptos continuam a sonhar.
Enquanto isso, firmam acordos, trocam jogadores ao desbarato. Qualquer dia aquilo já nem é verde...


E PLURIBUS UNUM

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Estoril Praia 1 SL e Benfica 3

Bom dia, ontem no meio de todo aquele frio de arrepiar um morto, o Benfica lá dobrou mais um pequeno cabo das tormentas. Este que foi um jogo de regressos o que metido na equação acaba por dar a esta partida uma média final bastante positiva.
Tanto Benfiquista junto e cada um com a sua cor
A primeira parte acompanhou o frio que se deve ter feito sentir, o Benfica tinha domínio do jogo e o estoril defendia sempre muito atrás e muito compacto. Assim mandam as regras quando há a tal situação do david vs golias, o estoril queria ter muito espaço para onde despachar bolas de modo a aproveitar transições de ataque falhadas por parte do Benfica. No entanto, há lá Garay e Matic que sistematicamente teimam em não estar desatentos; No entanto temos Jardel, André Almeida e Melgarejo que não querem ficar atrás dos dois primeiros; No entanto, temos Enzo Perez que teima em jogar muito acima do que se esperava dele... Está visto que o ataque do estoril foi uma nulidade na primeira parte!

Como escrevi no início, este foi um jogo de regressos, e o primeiro foi sem dúvida um verdadeiro abre-latas:
O primeiro regresso
O argentino tem andado ausente mas ontem foi tremendamente decisivo para que o Benfica tivesse ganho o jogo. Num período em que já só se esperava que chegasse o intervalo, Gaitan sacou de um golo pleno de oportunidade e de engenho. Poder-se-ão queixar os estorilenses que foi azar demais e que o empate era o mais merecido, mas a verdade é que mesmo não sendo um massacre, foi sempre o Benfica em toada morna a mandar no jogo e a tentar fazer algo pela vida.
Os marcadores a trabalharem no duro
JJ fez uma alteração para a segunda parte que quase é uma injustiça para com Rodrigo. Certo que o espanhol tinha feito uma infantilidade que lhe valeu um cartão amarelo, mas soa-me a injustiça dar a entender que a entrada Lima contribuiu para o avolumar do resultado.

Não quero colocar em causa o valor do brasileiro, mas a verdade é que o estoril esticou mais o seu jogo e os espaços começaram a surgir de imediato. De imediato o Benfica aproveitou essas brechas e depressa chegou ao 3-0.

Infelizmente, Rodrigo jamais irá saber se as coisas teriam sido melhores ou piores se estivesse estado em campo naquela altura...
Um, dois, três foi a conta que alguém fez
Com resultado tão saboroso, JJ decidiu dar uma alegria ao povo: Colocou em campo um dos últimos artistas da bola. Um daqueles pouquíssimos que com uma assobiadela, têm de imediato a bola ao seu dispor. Aqueles que não necessitam de olhar para baixo para conduzir a bola. JJ decidiu dar uma olhada nesse tal artista para aquilatar do estado em que estava toda a estrutura física que sustenta aquela mente brilhante... O povo agradeceu, eu também porque em condições físicas aceitáveis, Pablo Aimar é um regalo:
Pablo El mago Aimar
Infelizmente, Aimar rendeu Cardozo, responsável por os médios de ataque do Benfica estarem a gozar de mais liberdade. Infelizmente, já estava em campo um Ola John um pouquito avesso a baixas temperaturas e com o motor quase gelado. Infelizmente, Aimar não é um segundo ponta de lança e como o estoril já tinha o meio campo super povoado, aquela zona ficou a abarrotar e com o frio que estava a malta decidiu ficar uns em cima dos outros... Deixou de haver fluidez no jogo que já estava ganho, deixou de haver aquela porção de concentração que por vezes se escapa mesmo debaixo dos nossos olhos e nos deixa tão pequeninos que parece que nem estamos lá.

Espero que JJ tenha dado um valente raspanete a toda a equipa. É que se passou do oito ao oitenta num ápice tão vertiginoso que, se o estoril tem marcado o segundo golo e teve uma oportunidade bem flagrante, as coisas poderiam ter-se complicado.
Mais três festejos
Tal não aconteceu, porque também não houve engenho por parte do nosso adversário, porque nem um golo mereceram e acabaram por o conseguir sem saber como... Coisas deste futebol.

Foi uma partida exigente que o Benfica ganhou com muito mérito em condições extremamente complicadas. Já não é fácil jogar contra onze, mas jogar com temperaturas tão baixas, à noite e ainda por cima  numa amostra reles de relvado... Não é para todos certamente. Por isso parabéns a todos

Espero que os jogadores revejam a parte final porque na próxima jornada vamos enfrentar um bando de predadores e numa situação destas, as faltas de concentração certamente irão ter outro desfecho.

Umas considerações ao trabalho de duarte gomes. Como escrevi no post anterior, foi o primeiro árbitro da AF de Lisboa que calhou ao Benfica, e ainda por cima era (diz ele) Benfiquista. Olhei a situação de soslaio,  no entanto o trabalho de toda a equipa foi bom. Sem lances a complicar, excepto um tal de fora de jogo na área do Benfica que a imprensa avençada vai escalpelizar, duarte gomes (com a ajuda de um dos seus auxiliares) deu-se ao luxo de contribuir para a verdade desportiva ao validar um golo ao Benfica que aos meus olhos que a terra irá certamente comer, passou despercebido.

Estamos então de parabéns porque foi um bom jogo, quatro golo, e uma boa arbitragem... Não é todos os dias correcto?

P.S.1: Vi o jogo de futsal que opôs o Benfica aos nossos vizinhos, aquela arbitragem fez-me lembrar as arbitragens que surgem para nos prejudicar: Três lances de mão na bola, uma delas a impedir que a bola entrasse na baliza e outra do guarda-redes fora da área! Será que as regras do futsal só se aplicam ao Benfica? Certo que o índice concretização foi muito fraco, mas expulsar por meia truta um jogador do Benfica e de forma propositada deixar passar aquelas mãozitas... Deve ser o futsal que vai salvar o sporting.

P.S.2: No Hóquei tivemos a vingança do sistema, mais uma vez a concretização foi fraca mas as faltas contra foram abundantes e algumas vezes inexplicáveis. Agora agredir com um stick um adepto da equipa adversária após ter ganho o jogo... É de animal que nem num canil tem lugar. É de quem sabe que tem as costas quentes. Depois uma carga policial... Veremos o que a federação vai deliberar. Veremos o que tal inquérito das forças de segurança pública irão fazer...
Os animais vieram a Lisboa
Aquando da conquista do campeonato nacional de basquetebol, também houve um inquérito... Morreu uma pessoa com balas de pistola à mistura dentro do antro e também houve um inquérito...

P.S.3: Os juniores dedicaram a vitória no campeonato ao João Cancelo. O AMC deseja-lhe as melhoras físicas e mentais rápidas.
Zé Gato e Valido, líderes de uma fornalha que se espera venha a voar alto
E Pluribus Unum