domingo, 1 de setembro de 2013

3ª J: Sporting 1 SL Benfica 1

Pronto, foi o segundo jogo extra-muros consecutivo do Benfica sem conseguir trazer os três pontos. Hoje, tudo assim o indica, vamos ficar a cinco pontos do líder e provável campeão nacional. Provável, eu escrevi provável. Como escrevi provável, não estou a atirar a toalha ao chão, entendido? Só que há coisas que...
Como sou crítico de JJ e treinador de bancada, teria escalado a mesma defesa mas a meio campo teria colocado as coisas de maneira diferente. Matic-Perez-Gaitan bem no miolo e John e Sálvio nas alas. Markovic (para a direita) e Rodrigo (para a esquerda) ficavam no banco ao pé de Cardozo... Que se estivesse em forma entrava de início e substituiria Lima.
Esta predisposição por mim idealizada, teria certamente atenuado a entrada forte que o sporting teve. Cheios de gana, a espumar raiva por terem ficado em sétimo lugar (como se tivesse sido culpa do Benfica), os meio vizinhos e meio rivais conseguiram amedrontar e desconcertar a equipa do Benfica: Quatro cantos consecutivos! Devem estar a brincar ou o quê? Se adicionarmos uma dose daquela pomada ainda-estou-fodido-por-nada-ter-ganho-o-ano-passado, está justificada a apatia geral da equipa. Sucessão de cantos e apatia que acabaram por parir um golo. Golo ilegal claro, que aquele fiscal do Hugo é tão competente como ele. Mas foi um golo que por linhas bem tortas e ilegais, vinha colocar alguma justiça no marcador.

Foi necessário sofrer esse golo para o Benfica sair daquele colete de forças que ele próprio tem trazido para os jogos e que ontem o sporting, sorrateiramente, tinha dado mais uma apertadela.

O Benfica cresceu paulatinamente e Lima, em jogo, e Sálvio não foram felizes na finalização de duas jogadas simples e que pareciam de fácil acabamento. Bola na trave e bola para a bancada. O Jogo tinha intensidade, estava repartido - o sporting ainda obrigou Artur a mostrar que estava atento - e o Benfica estava a crescer e a trabalhar melhor. Mas as coisas começaram a descambar.
Perez, Sálvio, que não me parece bem desde há algum tempo, e Gaitan - por esta ordem - saíram por lesão. A entrada de Amorim era fácil de imaginar mas JJ resolve gastar as outras com as entradas de Markovic e Cardozo. O esquema táctico era complicado para ser assimilado e executado. Dois putos que são avançados a jogar a extremos não é coisa fácil de digerir! Atacar e defender no flanco... Fazer compensações ao meio... Mas quer Rodrigo quer Markovic deram conta do recado com mais ou menos dificuldade (eles que agradeçam a Matic e Amorim que por ali andaram a comer relva).

Com as ditas alterações, o Benfica ficou a jogar com quatro avançados! Quatro... Mas o melhor foi que começou a jogar dentro da área do sporting. Sim, finalmente estávamos lá dentro... Grande Oscar! Enquanto duraram as baterias a Rodrigo, Markovic, Lima e a Cardozo o sporting abanou sem pestanejar. Levaram dois avisos, incrível como Markovic e Rodrigo no mesmo lance... Amorim tem um remate desviado pela defesa contrária, e depois:
Piu piu! O sérvio que custou muito dinheiro parece ser algo com quem contar. Podem analisar as características técnicas e físicas dele que eu só fico por esta: Não está com preguiça!

O Benfica, por Matic, ainda teve um remate perigoso e depois Cardozo é engravatado pela defesa do sporting. Que aquele fiscal não via nada, que pudesse ser sancionado a favor do Benfica, já eu estava à espera. Este hugo miguel foi fiel ao patrão. Aquele que é amigo de quem paga os carros ao gajo que o nomeou. É só mais um penalti não assinalado para o registo do hugo.

Pronto! Depois acabou-se a pilha e não havia hipóteses de refrescar a equipa. O Benfica teve de se aguentar porque capel estava em jogo e era o único a amedrontar o nosso reduto defensivo.

Acabou empatado este jogo que foi interessante. Será justo o resultado final? Sim para uns, não para outros. Eu também sou uma pessoa de emoções mas gosto de factos pelo que só me apetece rir do treinador do sporting quando faz aquelas afirmações meio provincianas de que o sporting só não foi superior nas faltas... Em boa verdade, e se bem que estivesse à espera de mais, o Benfica foi mais contido, contundente no ataque e mais roubado... Por isso...
Quanto a JJ, penso que não teve hipóteses de fazer as coisas de outra maneira. Contra os leões marchar, marchar! Mais nada! O problema é o escalonamento. Andou um ano a aguentar/treinar e esculpir o Melgarejo para o mandar embora? Tinha feito mesmo com Emerson... Há aqui um fetiche de JJ com os laterais esquerdos certamente... Depois no lado direito tem Maxi que anda a ferver e denota uma forma física muito abaixo do que era esperado... Não há outra solução, nem que seja para proteger o uruguaio?

Infelizmente, e para piorar as coisas, JJ não possuiu o dom da dicção pelo que não consegue ser contundente para a imprensa quando o tem de ser. Se ele não o pode ser, poderia existir uma estrutura que o fizesse por ele. Também parece que não existe tal coisa. O presidente poderia então fazê-lo! Mas deve ser mais importante dar umas entrevistas na BTV, receber árbitros corruptos no CE, apoiar inequivocamente dirigentes criminosos para cargos significativos e/ou aumentar em 8.5% o valor do seu pé de meia (quando convida os sócios a irem ao Cabo de Sto Agostinho presidente?).
video
Por tudo isto e por esta frase não me sair da cabeça: "Ainda falta muito. Está tudo normal"... Fico a pensar no que é normal. É ficar em segundo lugar, dados e factos serão sempre dados e factos! Provavelmente então.

Avante Benfica, segue-se o porto-p na próxima jornada!

2 comentários:

  1. Só gostaria de dizer que o Artur esteve muito bem e salvou o resultado. Há jogos assim, não devemos esquecer.
    vito g.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas não foi uma coisa constante. Ele esteve atento.

      O patrício do sporting é que lá salvou um daqueles golos feitos. foi uma jogada dupla com Markovic e Rodrigo a não conseguirem finalizar...

      Eliminar

Ok digam o que bem entenderem.
Depois eu vejo