domingo, 22 de julho de 2012

A Pluralidade dos Gostos das Pessoas

Ora bom Domingo para todos.

Pré época e plantel hipoteticamente não fechado não me puxam a vontade a fazer comentários analíticos ao plantel profissional. Assim prefiro continuar a relembrar o sistema que nos ataca ano após ano.

O Benfica é um clube profundamente mundial:
Volta à França 2012
Tem uma falange de apoio enorme o que acaba por causar inveja. Da inveja à tentativa de subverter as coisas vai um passo. Já falei das de como as coisas são feitas nas instâncias do futebol e fora do futebol, daí que se tenha criado a imagem do polvo corrupto que mais não é do que uma ideia que parte do nome de um dos "capos", se não o maior: pinto da costa.

Como sabemos uma das maneiras de tentar apagar o Benfica, é através da violência; seja ela física verbal etc.

Em Março do corrente ano ficámos a conhecer uma situação caricata: A queixa enviada por um indefectível portista, Eduardo Mascarenhas - pai de uma menina de quatro anos, ao Ministério da Educação (por desrespeitar a pluralidade de gostos). Este indivíduo manifestava-se contra o facto de uma educadora (de um jardim-de-infância da Ericeira, Mafra) ter feito uma adaptação do "atirei o pau ao gato": "vai-te embora pulga maldita/batata frita/viva o Benfica" várias vezes ao dia.

Alvitrou ele o conceito de pluralidade de gostos Quando o que eles querem é um fascismo sobre os gostos. A queixa não vingou mas a educadora deverá ter acabado com a tal cantoria que porventura era o puro divertimento para as crianças. Se a criança quando tiver 18 anos, escolher ser do Sporting penso que o pai a vai colocar... na Cadeia!
 
Pluralidade de gostos, defende este portista. Benfica, porto, sporting ou quem quer que seja certo? Errado, pois há violência perpetrada contra Benfiquistas:
  • Nélson Oliveira, atleta do Benfica, foi insultado numa discoteca do Norte do País, no passado domingo.Ao que parece, a coisa não atingiu proporções maiores devido à intervenção dos seguranças do estabelecimento em causa.
  • O relato do elemento da psp presente no pavilhão nortenho aquando da vitória do basquete do Benfica:
    "No término da partida, os festejos dos jogadores do Benfica, foram contidos, havendo aquela situação entre o Atleta Nuno Marçal e o treinador Carlos Lisboa. Após este incidente os adeptos começaram arremessar todo tipo de objectos para dentro campo, de seguida o atleta Nuno Marçal dirigiu-se À claque SD nos seguintes modos: "Vocês vão deixar que eles festejem? Façam qualquer coisa, partam-nos todos"... Ainda com os ânimos mais exaltados, tivemos de recorrer à força física e colocar em sentido alguns espectadores;
    Após carga policial, muitos de eles resolveram ir buscar paralelos, sim leram bem, paralelos, para agredir o nosso corpo, como estávamos junto de outro publico, essas pedras caíram junto do mesmo abrindo cabeças de mulheres e ferindo até crianças"
  • O conhecido Actor António Melo, também dá o seu testemunho extremamente importante:
    "Sou neste momento um Benfiquista "alfacinha" que tem que se deslocar ao Porto com guarda-costas e discretamente"... "No último espectáculo que fiz no Sá da Bandeira, em que começávamos com um contacto directo com público, a maioria vinha dizer-me baixinho, sou Benfiquista, mas não posso manifestar-me porque a cidade vive num terror, provocado pela violência das claques portistas"...
  • Lembram-se da história do jovem aluno que terá sido impedido por uma docente, de participar num pequeno convívio realizado, na sua escola em Braga, por atletas do clube emblemático desta cidade, pelo simples facto de se ter apresentado vestido com a camisola do seu clube, acto provocatório? Qual é a diferença entre democracia e intolerância?
  • A agressão ao dirigente do Benfica Rui Gomes da Silva, por um adepto de um clube rival, quando saía com a sua família de um restaurante da cidade do Porto. Parece que o agente da psp se recusou a identificar os agressores...
  • Do impedimento por adeptos do porto (SD) aos adeptos do Benfica da cidade do Porto e arredores, de comemorarem na Avenida dos Aliados desta cidade as vitórias de campeonato do seu clube, num gesto de reivindicação ilegítima de exclusividade na utilização de um espaço público, perante a aparente passividade das autoridades locais, nomeadamente da PSP.
  • A tentativa de homicídio premeditado de que foi alvo o Presidente do Benfica quando circulava numa auto-estrada a vir do norte...
  • A agressão a Ricardo Bexiga, processo que já foi arquivado por falta de provas, em 25 de Janeiro de 2005 por parte de fernando madureira, líder dos SDs, mais uns bobbies e tarecos.
  • Agressões a jornalistas e adeptos dentro do estádio.
E porquê?
Será?

Será que as gentes do Porto são representadas por meia dúzia de gatunos? Nunca!
Será que no Porto é melhor um Benfiquista ficar quieto e calado para a não sofrer as consequências? Sim!
Será que há protecção para que se sente e vive oprimido? Não.

"Laissez faire, laissez aller, laissez passer"! O mercado deve funcionar livremente, sem interferência... pois sim... Isto vai lindo vai!

Isto não é vida, mas é algo planeado. Deverão haver muitas mais histórias por isso, caros Benfiquistas, comentem; Revelem as vossas histórias.

P.S.: Obrigado ao António Barreto pelas informações.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Ok digam o que bem entenderem.
Depois eu vejo