terça-feira, 30 de abril de 2013

Marítimo 1 Sport Lisboa e Benfica 2

Bom dia a todos. E que ressaca foi aquela que me atingiu assim que manuel mota deu a partida de ontem por finalizada!
Mais uma vitória, esta com muito sabor
Ir à madeira nos últimos tempos, é quase como ir a um bastião sobre a influência do porto. Certo que houve umas complicações desde que kléber se mudou para o porto mas apesar disso, estas deslocações são sempre uma espécie de adamastor. Este foi ultrapassado com alguma dificuldade.

Na conferência de imprensa que antecedeu a partida, JJ avisou que iriam acontecer algumas coisas que os sócios poderiam não vir a gostar. Caro JJ, há já algumas semanas que isso acontece. passo a explicar com base na minha percepção daquilo que se me é dado a observar.

Quando JJ afirma que vai colocar a carne toda no assador, refere-se ao que de melhor tem disponível para jogar. É neste momento que o que de melhor e de pior foi feito em toda a época se acaba  por revelar: As apostas do treinador e a forma de como o plantel foi gerido com base nessas apostas. Houve saídas feitas com base em algum excesso de jogadores, houve entradas escolhidas com base na matéria prima ao dispor nos quadros do clube.

Se saíram Javi, Witsel, Saviola, Nélson Oliveira, Nolito e Bruno César; JJ foi pescar à equipa B (os dois Andrés e Urreta), testou Perez ao centro, chamou Roderick para o que desse e viesse e confiou na fortuna que é a ausência de lesões para que a nau lá fosse navegando incólume. Infelizmente, dois dos maiores artistas do plantel nunca estiveram aparentemente em condições para dar o seu contributo à equipa. Aimar e Martins, pelo que o plantel ficou curto desde Janeiro. E agora é para eles difícil entrar no ritmo porque não o têm.

Nestas condições, não é de todo possível manter ritmos de jogo elevados durante toda a época. tal como se viu nos últimos jogos, o Benfica estuda os adversários e escolhe a passada ideal a aplicar nas partidas. Dentro de muros, não haverá muitas equipas que se possam degladiar ao nível do Benfica, pelo que a estratégia visa obter o golo mais depressa e depois gerir o jogo a um ritmo baixo... É isso a que se refere JJ como algo que os adeptos não iriam gostar de ver, decisões.
A festa controlada após uma vitória difícil mas saborosa
Ontem e mais uma vez, o Benfica entrou forte, adiantou-se no marcador e baixou o ritmo do jogo. Uma equipa que se dá a esta tendência, tem de estar preparada para não se deixar cair no seu próprio logro. Tudo bem que se arma a ratoeira mas se nos deixamos adormecer muito, ficamos mesmo a jeito para sermos apanhados pela nossa própria armadilha - provar o nosso próprio veneno.

Ontem isso aconteceu, e ao intervalo o resultado era mais do que justo. Ficámos muito atrás e o marítimo deu o que tinha para fazer o golo, uma vez que depois de adormecermos a partida nunca mais fomos capazes de acordar... Felizmente que chegou o intervalo, a equipa foi à box recarregar baterias e regressou com muita pujança.

E que segunda parte muito bem conseguida teve o Benfica. Grande concentração nas transições, enorme intensidade no ataque à bola e no remate... Houve bolas nos ferros e no corpo dos defesas, defesas do guarda-redes e um auto-golo que nos proporcionou os três pontos mais do que merecidos. O Benfica chegou a jogar com os seus três avançados...

Depois, essa intensidade baixou e jamais conseguimos encontrar a maneira de dar a estocada final. Certo que o marítimo já tinha perdido o arrojo da primeira parte, mas aquele recuar algo excessivo poderia ter causado um amargo de boca. Nada disso aconteceu, e um clima de festa abateu-se no funchal. Uma festa controlada porque nada está ganho. Uma festa resposta aos sabichões que quase juraram que o Benfica iria perder pontos na madeira.
Em três lances só um foi assinalado
E tivemos uma arbitragem seca e distante do jogo, manuel mota esteve lá para não se queimar. Assinalou mais do que aquilo que pensava vir a assinalar e não teve influência no desfecho final da partida. Compreendo que os árbitros se queiram defender e que para mota um penalti já era mais do que aquilo que poderia fazer em prole da verdade desportiva. No entanto ficou aquele amargo de boca! Nem foi pelos dois lances de aparentes faltas sobre o Cardozo, mas sim o amarelo que o pode vir a inibir de se apresentar no porto...

Mota foi com as orelhas quentes para o funchal mas na globalidade esteve bem. Felizmente que o Benfica ganhou, caso contrário... aqueles dois lances iriam ensombrar as noites de mota. Nós adeptos do Benfica, temos de saber viver com estas agruras, os árbitros sabem com que linhas se cose o nosso futebol e as carreiras deles...

Já noutros campos, e após um tremendo bater no ceguinho, houve muito critério:
Critérios do apito
Se capela se dignou a não assinalar nada para nenhum dos lados... Xistra optou por assinalar para um dos lados e fechar os olhos para o outro lado! Esta opção retira qualquer tipo de im que se possa querer colar à palavra parcial, concordam?

Bem, os três pontos vieram para Lisboa. ficamos agora a aguardar pela próxima Quinta-feira. Temos assuntos para finalizar com os turcos. Fica o resumo:
E Pluribus UNUM

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Fenerbahçe 1 Sport Lisboa e Benfica 0

Ora bom dia, cá estamos nós a acordar após o Benfica ter sofrido a terceira derrota da época. Não vou ter rodeios com análises mais puxadas acerca do que se passou na turquia, a derrota foi merecida e nada há a opor a esse facto.
Os onze de ontem
JJ tem muitos objectivos esta época e até hoje tem estado a gerir o plantel com relativa qualidade. Escrevi relativa qualidade, porque ontem notou-se que Aimar ostentava falta de quilómetros nas pernas... Relativa qualidade porque Urreta poderia ter entrado de início em detrimento de Ola John. Porventura, Urreta também iria ostentar a tal falta de quilómetros mas e comparando com a actuação de John, penso que não iríamos notar qualquer diferença. Relativa qualidade porque André Gomes também não tem os quilómetros nas pernas que poderia ter. Relativa qualidade porque MelgarejoSálvio e John têm quilómetros a mais nas pernas...

O Benfica levou três bolas nos ferros, uma delas após a marcação de uma grande penalidade. O Benfica só criou um lance de ataque perigoso digno de registo, através de Gaitan que também acabou no poste. Voltámos a jogar com calma para baixar o ritmo do jogo de modo a quebrar os pulmões do adversário, e não temos culpa que os turcos tenham rematado aos ferros. O certo é que mais uma vez oferecemos o ouro ao bandido quando parecia que tínhamos o jogo controlado. Melgarejo não deve ser crucificado mas sim deve ser advertido pois estar com a cabeça no ar...

Eles ganharam e bem porque fizeram por conseguir essa vitória. Quanto ao Benfica, e é incompreensível que se possa pensar de outra forma, o Benfica tem o acesso à final da liga europa na palma das mãos. Ontem foi um deserto de ideias porque se calhar essa não era a vontade da equipa. É que segunda feira... Segunda-feira rima com madeira.
As caras novas de ontem
Na próxima Quinta-feira vamos ver se aquilo que desconfiamos é verdade: O Benfica é superior a estes turcos. Mas o que interessa é o jogo da próxima jornada, e por isso nem fiquei minimamente chateado ou apreensivo com a derrota de ontem.

É vital uma vitória na Madeira frente ao marítimo. Vital porque o sistema está muito aflito e já não se importa de ser burro e estúpido e comenta tudo e mais alguma coisa. Comentam aquilo que lhes interessa, pois falar da tal entrevista de casagrande... Vai lá vai...
Poucos mas estavam lá
Agora é deixar a poeira assentar, e os melros pousar novamente nos galhos. Limpar as miras, desentorpecer os gatilhos e preparar as munições. Deixem os outros gozar com esta derrota, dá a ideia de que fariam melhor... Não sei como!

Não houve golos do Benfica não há resumo. Deixo a quilometragem actualizada para que observem como já não é fácil correr como noutras alturas da época.
2012 2013
Pousem melros, que eu sinto a mística e acredito que seremos capazes de dar a resposta nos próximos dois jogos... Sabem porque é que eu acredito? Porque:
E PLURIBUS UNUM
fotos gentilmente roubadas de glorioso blog magalhaes-sad-slb

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Meras Cronologias

Boas pessoal, vamos lá ser rápidos. Cronologia de alguns acontecimentos recentes.


Em primeiro lugar, vamos falar de capela... joão capela (JC) esse que favoreceu o Benfica no último dérbie de forma descarada... Pois pois!
O gajo é mesmo do Benfica
Fevereiro de 2010: JC beneficia dos arranjos de amigos e admiradores para subir a pulso no mundo da arbitragem (ler). Pinto de Sousa, outro grande Benfiquista, tinha-o como o seu delfim (ler).

Ainda em 2010, já na sexta jornada da Liga 2010/2011, JC prova o quanto é Benfiquista e beneficia o clube da seguinte maneira:
video
Vamos para 2011: JC arbitra o Benfica sporting a contar para a décima primeira jornada da época 2011 2012. Expulsa Cardozo (imagem ali em cima)... Prova de como é do Benfica.

Agora em 2012: Ainda para a época de 2011 2012, JC arranca mais uma actuação transbordante de Benfiquismo em Olhão, onde já tinha estado anteriormente.

Já em 2013: Demonstra o quanto beneficia descaradamente o Benfica, merecendo rasgados elogios da imprensa.
video
Ooops, não era o Benfica mas sim um dos amigos do seu patrono que agora lhe augura um bom futuro...

Então, há uns meses ninguém se queixou de JC lá para os lados da madalena, agora vêm-se queixar de modo a tentar fomentar discórdia entre Benfica e sporting. Velhas tácticas (ler).

Não se deixem iludir...
Domingos gomes, era médico do porto na altura em que casagrande por ali andou a passear. Instado a comentar as declarações explosivas do brasileiro este pseudo médico afirmou o seguinte no dia de ontem:

11:17 (ler):  "Comigo não aconteceu" - Certíssimo, era com os jogadores. "não consigo relacionar com nada" - Toma centrum, "Já lá vai" e "Não tenho nada a dizer, se foi utilizado ou não. Já não faço parte desse mundo" - O mundo do doping pois claro... O que ele quer é descartar-se de todo o imbróglio...

Mas, às 16:55 (ler) a conversa muda de tom e de direcção. O almoço deve ter sido retemperador... Já fala em ofensa, em dignidade, falsidade... É mais do que evidente que este jagunço recebeu instruções. Assim como o antigo jogador brasileiro já recebeu instruções via telefone para se calar.

Em 2009, este gomes afirmou (aqui) que "o ladrão vai sempre à frente do polícia"... Pois, com um criminoso como tu infiltrado na uefa, é claro que o teu clube corrupto jamais seria apanhado! aqui está o excerto mais importante do tal livro.
Quem quiser ler o livro na íntegra
Pervitin, que raio de nome. Fiz uma pesquisa na net sobre esta coisa e encontrei algumas pérolas (1, 2)... Pronto, penso que fiquei esclarecido em relação ao medicamento. Sabem, isto faz-me lembrar aquela série impressionante de lesões que, ao longo desta época, tem assolado o plantel do porto: fernando, castro, alex sandro, danilo, james, kléber, defour, mangala, Moutinho, atsu, varela...

Queixam-se os portistas que não pode ser apenas azar. Tem de haver outra(s) explicação(ões). Tem e pode, tal como uma ressaca ou desmame, de algo a que o corpo acaba por reagir mal dado que não é natural... Dado que desvirtua a normal aceleração do corpo face às exigências físicas...


E Pluribus UNUM

terça-feira, 23 de abril de 2013

Colocar a Boca no Trombone

Pois, vai ter mesmo de ser porque é a oportunidade de divulgar mais provas sobre a forma criminosa de como o futebol Português tem vindo a ser deturpado nos últimos trinta anos. E até é bom que esta nova pista tenha surgido neste momento em que jorge bimbo costa se prepara para ficar mais uns anos à frente do único clube do porto (para já) na primeira liga.
video
Vejam com atenção este vídeo que já anda por aí e divulguem-no. Vale sempre a pena transmitir provas de uma verdade ocultada em prole da mentira... Concordam?

E agora? Espera-se que alguém actue e faça a justiça funcionar... Como? Essa coisa da justiça funciona mal quando tem de afrontar os poderes instalados.

E a imprensa? Será que isto vai passar? Pode ser que sim mas acredito que não passe muito... Quantos jogadores do porto terão recorrido a este tipo de aditivos para jogar melhor? Depois era só arranjar os árbitros e "pagar-lhes" bem. Arranjar uma imprensa mediocre para abafar o que tinha de ser abafado. Subornar políticos, polícias e magistrados para escapar em caso de detenção...

Um dos principais impulsionadores, domingos gomes, já anda a fugir com o rabo à seringa, leiam com atenção. Como pode um criminoso andar impune?

Ele começa por negar: "Comigo não aconteceu"... Mas depois já não mantém a coerência e descuida-se:
  • "...garantiu (esta terça-feira) não ter sido ele a fornecer produtos dopantes ao jogador"... Então havia doping mentiroso!
  • "Não tenho nada a dizer, se foi utilizado ou não. Já não faço parte desse mundo (Mundo do doping? Então... ele era real?). Não tenho dados, e haverá pessoas mais habilitadas para comentar." Quem o póvoas?
Lembram-se do fernando couto, esse exemplo de gerações e gerações? Eu lembro (1 e 2)...

É impossível colocar o vídeo no YouTube.

Divulguem.

E Pluribus UNUM

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Sport Lisboa e Benfica 2 Sporting 0

Grande vitória do Benfica que no entanto não passa sem espinhas. Grande ambiente, grandes clubes, uma grande equipa e uma outra que também quer ser grande... Vitória enorme... Mas com uma espinhazita!
Os onze do dérbie
Começo já por aqui, pela arbitragem. Vai ser este o jogo recordado pelo sistema, como prova de que o Benfica foi levado ao colo para o título... Isto se o Benfica for campeão. Em 2004 2005, foi o penalti do Karadas. Em 2009 2010... Os túneis!

A culpa cai desta forma, em capela, o árbitro nomeado. Os seus fiscais estiveram irrepreensiveis, O tal do golo do maicon deve ter ficado com as orelhas quentes durante os dias que antecederam o jogo, é que a malta não se esqueceu e lembrámos toda a gente disso. Ele esteve bem... Quanto a capela... Bem, capela entrou tal e qual joão ferreira (SL Benfica 2 porto 2). Deixou jogar muito o que para o tipo de futebol que se joga neste país está muito à frente. Houve muitos toques aqui e ali que capela deixou andar, o que foi bom para a velocidade da partida.

Depois vieram os casos na área do Benfica. Dos tais quatro, só um é que merece reflexão: O de Maxi ainda na primeira parte. Displicência do nosso lateral, que foi comido em velocidade e depois... Bem, Maxi já cá anda há muito tempo, tem tarimba para estas coisas. Ele estava entre o árbitro e o capel e... E terá feito penalti. Tal como viola, na segunda parte, capel não se preocupa em seguir com a jogada (como fez wolfswinkel uns minutos antes). Assumo que o Benfica foi feliz quando naquele momento, capela decidiu nada assinalar.
2013 versus 2012: Qual o mais evidente?
Chora agora o sporting que foram onze contra doze. Muito triste sem dúvida quando a memória fica, de repente, muito curta. Ontem o árbitro não assinalou falta e respectiva grande penalidade a favor do sporting (que é o seu clube de coração), na época passada... Memória curta que aproveito para acrescentar mais uns episódios interessantes.

O Benfica já teve episósios com capela (aqui) e:
Ó estúpido (ele é que o diz), , se o Capela for tão bom como o Proença, quem sabe, ainda pode vir a arbitrar a final do Campeonato do Mundo no Brasil e a da Liga dos Campeões... Penso eu de que...
Pronto, capela teve aquele episódio que aconteceu devido a mais uma boa dose de displicência por parte de todos. Agora é sempre fácil falar, dirão alguns. Mas vai ser difícil convencerem-me de que JJ escalou a disposição táctica ideal. Com dois avançados que nunca foram tão móveis como era necessário, Matic e Perez tiveram sempre muito trabalho com os três médios do sporting. Se Gaitan lhes dava uma ajudinha, o flanco esquerdo ficava desguarnecido e Melgarejo nas lonas (o paraguaio anda no limite).

Se acrescentarmos que o sporting fez uns excelentes vinte minutos na primeira parte, com muita velocidade, concentração e entre-ajuda, é assim fácil de entender como Maxi se deixa comer no tal lance.

Só mesmo na segunda metade da primeira parte é que se vislumbrou que o Benfica estava ali para ganhar o jogo. Todo aquele fulgor de energia do sporting desapareceu e ficou ao nível do fulgor... do Benfica! Neste momento, que se repetiu na segunda parte, o Benfica resolve a partida. O sporting jogou bem mas só criou uma situação de golo, da primeira vez que o Benfica lá foi abaixo com cabeça-tronco e membros... Sálvio abriu o marcador a concluir uma excelente jogada de transição ofensiva:
O Primeiro Golo
Reconheço o sabor de injustiça que o resultado no marcador deve ter trazido aos sportinguistas. Parte da maturação de uma equipa, passa por estas situações. Da forma como as recebemos, aguentamos e respondemos. Muita energia dos nossos rivais (sim, ontem foram rivais e não vizinhos), mas alguma pólvora seca o que costuma a ser pago da pior maneira.

Na segunda metade aconteceu o que era mias do que aguardado: O Benfica colocou-se à espera, ou se preferirem, jogou no erro do seu adversário. Muita luta a meio-campo com o sporting a começar muito forte outra vez (pagou caro com isso no final da partida). Alguns lances de perigo relativo na área de Artur mas nada de grandes alarmes.

Chega a segunda parte a meio e eis que o Benfica volta a acordar. JJ tinha tirado Cardozo e colocado John. Gaitan foi para o miolo. Nada de surpreendente pois já aconteceu mais vezes e com resultados animadores. O Meio campo fica quase sempre nosso e começa a ganhar bolas mais perto da área do sporting. Numa dessas bolas ganhas por Perez, Gaitan decide baralhar a cabeça a toda a gente e (com a colaboração de Sálvio) assiste Lima para o segundo jogo.
Grande gaitada de Gaitan
Grande, fenomenal, fantástica a jogada do argentino que também sabe de bola. O Jogo ficou decidido nesse lance. Era demais para o sporting que após tanta luta nunca tinha sido capaz de chegar à baliza do Benfica com real perigo.

O Benfica nunca mais consegiu criar perigo até ao fim. Dois-zero e um jogo na quinta-feira... A equipa meteu folga até ao final do jogo. Arrumou-se no meio campo e o sporting tentou de forma menos afoita marcar o golo de honra, no entanto era mais do que evidente que os nossos rivais sabiam que não se poderiam aventurar muito pois o Benfica...

Pois o Benfica, na minha opinião, não ceveria ter emprestado o Nolito. Vender o Bruno César tudo bem mas emprestar Nolito... Gaitan tem estado bem quando assume a batuta no centro, o que deixa menos uma opção para as alas. Como Urreta é uma carta fora do baralho de JJ... Bem, é só uma opinião.

Tenho que endereçar os meus parabéns ao Sporting (agora com maiúscula). Esperava muita força mas não com tanta inteligência. A diferença ficou na qualidade, os Jogadores do Benfica têm um pouco mais de maturidade. Ficámos ainda em desvantagem no que toca a lances de grande penalidades não assinaladas ou mal assinaladas (vejam duas aqui).

Se é este o caminho de um novo sporting, então o futebol português poderá estar no bom caminho. Não se trata de alianças mas sim de partilhar as mesmas opiniões e destruir o sistema. Depois, dentro de campo, cada um segue o seu caminho pois não tenho fígado para misturas.

Parabéns a todos, fica o resumo de um excelente jogo entre duas grandes equipas:

E Pluribus UNUM
Que falta cada vez menos

terça-feira, 16 de abril de 2013

Sport Lisboa e Benfica 1 Paços de Ferreira 1

O que vocês querem sei eu! Este poderia ser o título de uma dissertação sobre a partida de ontem à noite no estádio da Luz. Um título abrangente pois serve para todos: Jogadores, técnicos e adeptos...
O Onze da segunda parte da meia-final
É que é, ou foi, mais do que evidente. 2-0 na primeira mão; Até o técnico do paços estava muito céptico, há já um jogo nuclear para a conquista do título no Domingo; Há uma meia-final da liga europa; Cerca de um terço da lotação do estádio...

O que poderíamos esperar de uma partida inserida neste contexto caros Benfiquistas? Tivemos o que lá no fundo foi aquilo que deveria ser: Uma exibição "à média luz"! Não foi agradável para quem queria um banquete, no entanto uma época desportiva é como uma maratona que tem planos terrivelmente íngremes, descidas vertiginosas e rectas pacatas. Uma época desportiva não é uma prova de cem metros barreira que acaba e termina num só jogo. No enquadramento actual, o Benfica apresentou-se na sua máxima força, com a lição bem estudada: Ganhar a partida sem despender muito esforço, evitar o confronto físico de modo a não haver lesões ou cartões. Foi uma partida mediana, não foi agradável mas o objectivo, que é o que a malta quer, foi alcançado: O bilhete para a final do Jamor.
Agarra que eles são bons
O paços também trouxe a lição bem estudada. não se aventurou pois poderia levar mais do mesmo como já tinha acontecido. Tentou fechar bem as portas da casa e jogar no nosso erro, com transições rápidas e pressão forte junto da defesa da nossa equipa, sempre que a malta tentava começar a organizar um ataque.

Mesmo assim o Benfica sempre que carregou no acelerador, conseguiu criar problemas graves ao paços. Infelizmente, ficámos mal habituados devido àquela fase de goleadas, pois a tal da eficácia voltou a estar em baixa. Trabalhou-se bem mas finalizou-se mal. Espero que sirva de lição para os nossos jogadores.
Muita pólvora seca ontem à noite
A segunda parte serve de mais um aviso aos jogadores, tal como o jogo de inglaterra na passada quinta-feira. Ter na cabeça a certeza de que a eliminatória está perfeitamente controlada, não pode dar azo a desconcentrações infantis que até podem deitar por terra todo o trabalho que foi feito desde o início da época! Frente ao newcastle, foi aquilo que vimos. Ontem tivemos mais do mesmo...

Até nos adiantámos no marcador, mas depois os jogadores foram assaltados pela malvada sobranceria. Ser sobranceiro remete para o conceito de excesso de confiança, que por si comporta tiques de arrogância que derivam de um sentimento de altivez. Este tipo de soberba, foi mais uma vez castigado: oferecemos mais um golo ao nosso adversário.

Não tem a ver com o jogador A ou B, que cometeram deslizes que não deveriam. Tem a ver com o conjunto que já acumula muitos minutos nas pernas e agora tem de estar cada vez mais atento do que nunca. O querer fazer um adorno mais romântico, pensar que pelo pensamento a bola chega ao seu destino ou ficar indeciso, não é admissível a uma equipa que está num patamar superior... Está num patamar superior porque tem qualidade para isso e trabalhou ardua e honestamente para ali chegar. Não se podem é esquecer que quanto mais alto se está, mais dura é a descida para as costas... Por mais ínfimas que fossem as dúvidas acerca de quem iria a final, Cardozo tratou de resolver bem cedo a partida e de as dissipar, mas...
Gracias Oscar
Oscar Cardozo... Gosto de ouvir os comentadores a falar com um certo prazer do facto de haver quem não gosta dele mas... Que ele tem aquele estilo, mas que... Que ele falha muito mas no fim é ele que... Só joga com o pé esquerdo mas... Somos todos nós Benfiquistas, que por vezes somos assaltados por estes pensamentos, eu incluído. Como só posso falar por mim, devo admitir que no final sempre acabo por afirmar que ainda bem que ele não me ouve onde quer que esteja a facturar em nome do meu clube! Não há melhor avançado cá em Portugal, e Cardozo é um dos melhores do mundo. Ele pode dar-me cabo da cabeça com tudo aquilo que acabei de escrever mas é ele que me dá muitas alegrias quando o árbitro dá por finalizada uma partida.

Em relação a JJ, penso que me deve ser permitido afirmar que Luísão (ou Garay), Matic (ou Enzo) e Melgarejo poderiam ter sido poupados. Dar mais andamento a André Gomes teria sido excelente para o puto e até Aimar poderia ter esticado os tendões por mais tempo. Jardel teria tido mais uns minutos porque ele tem sido um substituto à altura das exigências. Até penso que Luisinho não teria tido muitos problemas! Olhem até digo mais, até o Paulo Lopes tinha tido uma noite calma.

Mas JJ chegou à conclusão de que seis dias são suficientes para recuperar fisicamente os jogadores. Eu concordo mas gostava que ele partilhasse esta festa, que é jogar na catedral, com outros. É coisa que aumenta e potencia o espírito de equipa.
Esta onda vermelha que parece que se pode tornar num tsunami...
Pronto, temos então o bilhete para a trigésima quarta final da Taça de Portugal. Aproveito para relembrar dois posts que versam sobre esta prova:
  • Um breve historial sobre as últimas vitórias nesta prova aqui.
  • Um resumo alargado sobre uma das últimas grandes vitórias nesta prova aqui.
Agora é descansar a cabeça que Domingo há mais e desta vez é a doer, fica o resumo desta partida:

PS1: Sempre foi tão evidente que por causa disso não consigo entender como é que só agora é as pessoas até já falam mais abertamente disso!
Haja velas disponíveis. Talvez Bitó já tenha a cama feita há algum tempo... desde o ano passado quem sabe.

PS2: Parece que continua aquela baixa tremenda no mercado do rei do azeite. Mas há coisas que eu não entendo e porventura não acontecem para que eu as entenda. Só espero que:
Pronto, toca a preparar os nervos para o próximo Domingo.

E Pluribus UNUM

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Newcastle 1 Sport Lisboa e Benfica 1 (LE)

Pronto... Ontem foi mais uma batalha entre a eficiência e a eficácia. Chegou-se a uma altura em que os ingleses já gritavam em desespero pelos jogadores da sua equipa de modo a que eles não adormecessem face domínio do Benfica... Eles acordaram e ainda espernearam quando o Benfica se espreguiçou mas tudo ficou por aí. Mais uma meia-final com o nome do Benfica, Sport Lisboa e Benfica!
Os 11 iniciais de mais uma conquista
O newcastle escolheu campo e o pontapé de saída pertenceu ao Benfica. Esperava-se que os ingleses caíssem em cima do Benfica mas os nossos jogadores aplicaram a primeira lição táctica: troca de bola eficiente, num esquema muito zonal sempre à procura do espaço vazio. Os jogadores do newcastle ficaram desconcertados e não tiveram a mínima hipótese de fazer o que quer que tinham planeado fazer. O que se viu foi Lima (4 ms), Melgarejo (5 ms), Gaitan (28 ms), Sálvio (36 ms) e Perez (72 ms) a não terem acerto suficiente para finalizar as oportunidades criadas.

Os magpies (araras, tagarelas) ficaram reduzidos nas suas intenções, JJ tinha trazido a lição bem estudada e os seus jogadores aplicaram-na muito bem. Pena que o índice de concretização tenha sido nulo. A primeira parte foi toda nossa e os ingleses só conseguiram beliscar a nossa exibição através de um lance que resultou em golo mas que estava fora-de-jogo! Aos quarenta e cinco minutos! Excelente!
Muito trabalho
Para a segunda parte, os ingleses intensificaram a sua pressão. Aqui penso que o Benfica se terá resguardado um pouco mais do que devia. Por vezes é uma questão de mentalidade, tipo que ainda há jogadores que não estão habituados a estas andanças e refreiam um pouco a subida no relvado. Certo que o seguro morreu de velho, no entanto nunca é aconselhável recuar muito frente a uma equipa que faz do seu jogo directo uma excelente arma de ataque quer esteja a perder quer esteja a ganhar. Mesmo que essa equipa seja manifestamente inferior, o risco de sofrermos um golo é real.

A equipa continuou a trabalhar muito bem a meio-campo, prestou atenção aos cruzamentos para a sua grande área e adormeceu o jogo de modo a que a velocidade fosse aquela que queria. Mas eis que dois senhores jogadores decidiram pedir licença um ao outro. Vai tu ou vou eu e o newcastle acaba por marcar um golo caído do céu.

Uma oferta singela que jamais irá beliscar quer a consideração que tenho por Matic e por Garay.  São do melhor que há no futebol para as posições que ocupam. Irão continuar a sê-lo por muito tempo. E era bom que o continuassem a ser no Benfica, o que sabemos que é muito difícil.

Esse golo abanou ligeiramente a estrutura do Benfica. Mas JJ estava acordado e no seu mastigar contínuo, coloca Cardozo e Rodrigo! Ele não entulha a defesa! Refresca e reforça o ataque, uma vez que Lima e John já estavam a ficar sem baterias. Estas alterações permitiram quase acabar com o jogo, Gaitan (que não deve querer ir para Inglaterra) continuou a manter os tais índices no negativo (85 e 89 ms)... Que coisa! por esta altura, admito que já tinha emitido não sei quantos impropérios... Como quando frente ao gil e ao rio-ave, em que era cada tiro cada melro, ontem poderíamos ter feito um banquete...
A falta de eficácia, espera-se que seja passageira
Mas tudo bem. Os jogadores do Benfica fizeram um jogo de altíssimo nível, quer mental quer fisicamente. O Benfica já está a funcionar como uma máquina, isso nota-se! O que agora é necessário é afinar a máquina e ir rodando peças... Tal como ontem, e quase no final, Rodrigo deu a Cardozo (as peças mais frescas) que depois devolveu a Rodrigo... O espanhol foi à linha e antes de lá chegar convidou Sálvio a molhar o bico... O argentino não se fez rogado e aplicou o ponto final à linda prosa que a equipa tinha vindo a escrever desde o minuto inicial.
Sálvio a facturar mais um golo
Mais uma meia-final, dizem que é a décima terceira! Ui, azar? Talvez o seja ou talvez NÃO!

Quase que aposto que a frase mais dita após o final do jogo foi: não havia necessidade! Mas devo-vos dizer que não senti um grande sofrimento com o passar dos minutos e o aumentar de oportunidades desperdiçadas. Certo que por vezes uma falha de concentração pode ditar o final de uma esperança, mas a qualidade de jogo patenteada pelos jogadores foi enorme e tudo se resume ao à falta de afinação do remate final. Outros  forma os tempos em que os jogadores, que envergavam o nosso manto sagrado, nem uma jogadita com cabeça troco e membros conseguiam fazer... Outros tempos mas com o mesmo fervor dos adeptos que também correm atrás da equipa e a levam nos braços com o seu apoio sem fronteiras...
E Pluribus UNUM
Excelente jogo, não pode haver outro modo de catalogar a exibição do Benfica ontem à noite em St. James Park. A cultura táctica desta equipa é já uma realidade, o valor dos jogadores já é também uma realidade como reconhece o próprio pardew: "Temos que respeitar o Benfica, pois é uma equipa soberba. Possuem três ou quatro jogadores que vão estar nos grandes palcos do futebol europeu durante uns 10 anos".

Venha o próximo adversário já que este Benfica só me faz crescer água na boca... Para já, é o paços de ferreira na próxima segunda-feira. O fenerbhace fica lá para o final de Abril.

Fica o vídeo para relembrar em inglês:
E um maior em português:
Agora é descansar pessoal... Parabéns a todos por mais uma alegria.

PS1: O Nuno não esquece. Eu também não.
Grande Nuno

E Pluribus UNUM

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Olhanense 0 Sport Lisboa e Benfica 2

Eficácia e eficiência, caros Benfiquistas. A eficácia, diz-se que, mede a relação entre os resultados obtidos e os objectivos pretendidos, ou seja, ser eficaz é conseguir atingir um dado objectivo. A eficiência, diz-se também que é o alcançar da eficácia com o menor recurso possível. Ou seja, parece que só faz sentido falar de eficiência se a eficácia foi alcançada. Pronto, agora é que fiquei confuso porque falta falar dos índices relacionados com o jogo de ontem à noite em Olhão...
O Benfiquista percorre grandes distâncias para apoiar o clube
Foram os índices de eficácia os principais adversários do Benfica ontem à noite em Olhão. Nem o olhanense nem o árbitro... mas sim os malditos índices que tanto nos têm alegrado nos últimos tempos. Sem bons índices de concretização não há goleada mas sim um aumentar dos índices de nervosismo. Os dentes são eficazes a roer as unhas...

Ontem quase que entrava nesse acto, pois ao intervalo era confrangedora a distância de qualidade, entre Benfica e olhanense, para os índices serem iguais: 0, zero... Quase uma blasfémia! Tudo muito bem feito mas uma apatia na hora de finalização que não dava para compreender.
O Benfica esteve sempre por cima mas não foi fácil.
Houve também poucas acelerações porque... Sei lá porquê! Aquilo parecia tão fácil, que pode ter criado a ideia, a cabeça dos jogadores, que era só entrar o primeiro remate que as coisas se iriam resolver com calma e sem gastar muita energia. Sim JJ mudou um pouco a estratégia quando largou aquela frase que continha as palavras carne e assador.

Só na segunda parte é que a bola entrou na baliza adversária. Não houve nada de diferente em relação à primeira, excepto a eficácia da pontaria nos remates efectuados. Os jogadores foram eficientes, eficazes se quiserem, e os índices subiram o que fez com que mais três pontos viessem para o bornal do nosso Benfica.
Os marcadores de serviço
Ontem não houve desgaste absolutamente nenhum, talvez Enzo seja a excepção à regra, visto que o argentino se queixou no final. Foi uma passeata que deve ter deixado os adeptos um pouco menos contente, pois já são poucas as equipas que temos pela frente com tão pouca qualidade em comparação com o Benfica.

Ouviu-se os de Olhão a dizer que este jogo não é do campeonato deles... Tudo dito. Agora é tempo de descansar porque a malta tem de ir a Inglaterra para depois voltar à catedral de hoje a uma semana. É importante o jogo contra o newcastle mas para mim é mais importante a segunda mão da meia-final da taça de portugal, visto que o jamor está à vista mas ainda não ganhámos o bilhete.
Foi preciso trabalhar ainda um pouco para ganhar
Pronto, não vos vou continuar a chatear mais com esta partida que foi morna. Só mais uns pormenores  Não houve casos. E que bom teria sido a época passada que este hugo tivesse sido assim na sua actuação no jogo em Coimbra; Também não houve amarelos, o que significa que não temos baixas por castigo para o jogo com os nossos vizinhos; JJ explicou-me porque não opta pelo Luísinho de modo a dar descanso ao Melgarejo, explicação aceite caro JJ e obrigado por ler este blogue ;);

Ou seja, a montanha pariu um rato depois de tanto acumular de informação que dava a entender que se estaria a planear um saque. Há algo de diferente nos árbitros que são nomeados para os jogos do Benfica esta época. Quase que dá a ideia de que este ano dependemos apenas de nós (e dos tais índices, eficiências e eficácias)  para sermos campeões. E que não temos de pensar que vamos defrontar adversários em estilo 11+3, não concordam? Respira-se um ar menos fétido nas prestações dos árbitros no que diz respeito aos nosso jogos, é que eles não nos beneficiam... Simplesmente cumprem com as regras.
A onda vermelha cresce a cada jogo que passa
Fica o resumo em vídeo para a posterioridade:

PS1: Falta cada vez menos para saber quem vai ser o campeão nacional desta época. Hoje à noite, há um resultado que pode encurtar esse período de espera. No entanto, é um facto que certos pormenores levam a pensar que o porto tem o jogo ganho. É que proença já tinha sido nomeado para um jogo do braga, mas não pôde ir. Esperto o bandido, guardou-se para este. O que já levou o braga a barafustar. É que o terceiro lugar vale uns milhões que são muito necessários a salvador para desapertar o garrote que já traz no pescoço. Milhões que estão três pontos à frente nas mãos do paços de ferreira.

Ou seja: O porto não pode perder mais pontos. O braga também não. O árbitro é o proença. Não cresce logo a ideia de que... veremos caros Benfiquistas.

Por outro lado, já se fala na blogosfera portista que o próximo treinador daquele clube pode vir a ser...
Só teorias da conspiração...
Digam lá se não dá para desconfiar que o resultado de logo à noite vai ser... Eu até queria que fosse ao contrário mas...

PS2: O sporting está a acumular resultados positivos no campeonato, penso que ainda não estão ao nosso nível mesmo com todo aquele sentimento que cresce nos dérbies entre Sport Lisboa e Benfica e sporting, mas o que é certo é que está a crescer.

Uma boa semana para todos e

E Pluribus UNUM
A alegria da onda vermelha

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Sport Lisboa e Benfica 3 Newcastle 1

Belo jogo de contrastes que se assistiu ontem à noite no Estádio da Luz, não acham? Todo aquele frenesim, seguido de queda e depois um novo levantar... Foi cá uma coisa de enervar para depois festejar... É a vida.
Os 11 do começo
Certo que as opções de JJ acabam por nunca agradar a todos. Eu próprio tenho os meus desencontros com ele desde que chegou ao Benfica. Estar de fora a ver é sempre fácil, mas também joguei futebol a sério e as minhas ideias são minhas. Discordei e discordo com as suas opções, os resultados são o juiz implacável quer para mim quer para ele. Esse tal juiz continua a ser implacável e os resultados falam por si: mais uma vitória.

No entanto, ontem à noite foi visível que Melgarejo está nu e André Gomes despido! Passo a explicar: O Paraguaio, devido ao cansaço que já não consegue disfarçar, ataca melhor do que defende ou seja, a sua adaptação está mais do que visível e ele tem dificuldades em posicionar-se quando defende. Se juntarmos o facto de que Gaitan andou ali pelo flanco e pelo meio campo, o resultado foi ver Garay a dobrar muito à esquerda, a deixar espaço ao centro e... Golo dos ingleses.

André Gomes está sem baterias e enquanto o jogo não baixou para o seu ritmo, todo o meio campo teve dificuldades em adaptar-se às posições defensivas assim que perdia a bola.

Os ingleses, aperceberam-se de tudo isto e optaram por entrar a todo o gás de modo a aproveitar este pequeno défice de frescura. Como André Almeida e John estavam a fechar bem o lado direito, apostaram as fichas todas no lado esquerdo. marcaram um golo, criaram mais duas ou três jogadas perigosas e depois de um excelente defesa de Artur ainda viram uma bola a ir ao ferro. Mas a chama acabou para eles e o Benfica conseguiu assumir a batuta do jogo impondo o ritmo, como tem sempre feito.
Obrigado Artur, aquela defesa foi do outro mundo.
Assumir a batuta do jogo requer muita atenção. Tal como contra o porto, sporting e nacional, as desconcentrações nas transições defensivas pagaram-se caro ontem à noite. Contra o porto e nacional, voltaram-se a cometer distracções e o resultado final foi 2-2. Tal como contra o sporting, a equipa ergueu fileiras e lá deu a volta e ganhou por 3-1.

Ontem Gaitan lá regressou para o seu flanco e Rodrigo baixou para uma posição de quase número dez. Chegámos ao empate e até podíamos ter ido para o intervalo com mais um ou dois golos de vantagem. Seria injusto para os ingleses... Talvez, mas a verdade é que o Benfica acabou a primeira parte como tem sido nos últimos tempos: A mandar de forma quase imperial.
Alguns tiros ao alvo
Na segunda parte ainda tivemos uma recaída e mais uma bola ao poste, mas recuperámos a atenção e começou o desgaste habitual que a equipa imprime nas pernas dos adversários. Criaram-se umas oportunidades e JJ lançou Perez e Lima para acabar com a brincadeira.

Os ingleses já estavam a cair fisicamente por todos os lado e a falta de sorte e de arte de uns pode ser rebatida pela abundância de arte noutros. O brasileiro Lima é de facto um caso que merece o aplauso por parte de todos os Benfiquistas... Atento e perspicaz, ficou ali a meio caminho entre o defesa esquerdo do newcastle e o seu guarda-redes (que nem um vira-lata que não faz mal a ninguém) e assim que o tal defesa teve de se livrar da bola (porque já tinha o meio campo de Benfica em cima de si), apareceu que nem uma águia de rapina e consumou a reviravolta no marcador... Imperial este Brasileiro.
Entrar para marcar, uma forma normal de se estar
O Benfica então adormeceu um pouquinho mais o jogo e accionou aquele ritmo a compasso para tentar quebrar ainda mais os ingleses. As coisas já não estavam muito frescas e o newcastle também já não queria arriscar muito mais até que faltassem cinco minutos para o final da partida.

E eis que o árbitro não vê um penalti (parece que terá ficado outro por assinalar na primeira parte... parece), mas depois vê os jogadores do newcastle a invadir a grande-área... Cardozo teve de marcar duas vezes e da segunda resultou o terceiro golo do Benfica. Estava finalizado o trabalho para a noite de ontem. Os três artilheiros do Benfica tinham molhado o bico... Coisa que não é assim tão comum nos dias de hoje.
Os três predadores do Benfica
Sai Cardozo entra Maxi, e o newcastle tenta fazer mais um golito nos instantes finais. O Benfica cerra fileiras e não deixa que tal aconteça. Troca a bola a meio campo de modo a poupar energias para o próximo jogo, que esse sim vai ser para dar o máximo.

Acaba o jogo onde o resultado final é o mais justo possível: duas bolas no poste da baliza do Benfica e quatro a cinco defesas de grau elevadíssimo por parte do keeper inglês: 3-1 sem espinhas.

Foi um jogo de contrastes onde a coisa começou muito baixinho para depois levantar vôo.
Mais um vôo da águia Vitória para a... Vitória 
Voltando ao assunto de abertura, aquele do gostar ou nem por isso das opções de JJ e da exibição da equipa... Todas as substituições resultaram em pleno, só lamento que JJ não tenha feito o mesmo em outros tempos não muito distantes. Cada dia o ser humano aprende algo certo? Mas discordo que Melgarejo esteja a ser fisicamente esmifrado! Luisinho não é opção? Certo que correu mal a toda a gente no jogo funchal mas JJ... o Melga já apresenta défices físicos que lhe comprometem a qualidade de jogo...

Quanto à exibição da equipa... Bem, altos e baixos como sempre acontece. O certo é que o sistema de jogo é já uma lição bem estudada por todo o plantel e eu já estou mortinho pelo próximo jogo, e vocês não? venha o olhanense, já com os salários quase todos regularizados...

Fica o resumo da partida:
PS1: A tv do correio da manha publicou umas novas escutas referentes ao apito dourado. Podemos ouvir nomes como porto, boavista, gondomar, leiria, naval, cardinal, baptista, martins dos santos henriques, valentim, costa, mortágua, adelino, deco... Interessante como o Sport Lisboa e Benfica não aparece relacionado com actos de corrupção... Nem o sporting...

Depois, se houver paciência, escreverei sobre isso.

PS2: O proença vai receber o braga na próxima jornada, é o prémio por ter ido à gal da af porto... Muitas dificuldades para o braga... O paços tem dois pontos de vantagem e vai à madeira... Será que...

PS3: Porque razão é que o porto que jogou na quarta-feira, joga na próxima segunda e o Benfica que jogou ontem, joga já no Domingo... Será que... vamos ser arbitrados por hugo miguel que acabou de arbitrar o porto rio-ave... Será que... vamos ter uma académica-Benfica versão 2011-2012 (relembrem-se aqui).
E Pluribus Unum